Raíssa Ebrahim

Jornal do Comércio

Imagem da EmpresaA pernambucana Tintas Iquine está investindo em outra fábrica no Estado, desta vez em Vitória de Santo Antão. A empresa, líder no Norte-Nordeste e quarta marca do País no setor, já opera em Prazeres, Jaboatão, na RMR. A nova planta irá produzir massas, resinas, vernizes e tintas. Será uma unidade voltada para produção imobiliária, industrial e automotiva. O investimento é de R$ 46 milhões, financiados pelo BNDES e Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), e geração de 252 empregos.

Segundo o diretor comercial e de marketing da Iquine, Alan Souza, está sendo feita agora a limpeza da área para iniciar a terraplanagem. Das obras até a produção, serão entre 24 e 36 meses. Quando o projeto estiver maduro, a planta produzirá 70 milhões de litros de tinta por ano. Souza detalha que a ideia era levar a segunda fábrica, que atenderá Meio Norte e Norte, para outro Estado do Nordeste, mas decidiu-se por Pernambuco por causa dos incentivos.

CONDIC

Semana passada o Conselho Estadual de Políticas Industrial, Comercial e de Serviços (Condic) realizou sua 88ª reunião, a última da gestão Eduardo Campos/João Lyra. A Iquine foi o destaque dentre os projetos industriais aprovados, com maior aporte e maior geração de empregos. Outros 35 foram aprovados: 22 indústrias, 11 importadoras e duas centrais de distribuição. “Para 2015, tem muita coisa engatilhada”, afirmou o secretário de Desenvolvimento Econômico, Márcio Stefanni, sem dar detalhes.

Mas é provável que o município de Escada seja destaque já no início do ano. Está nas propostas da pasta a aquisição de um terreno para abrigar novos projetos, além do distrito industrial. Outro grande investimento já certo para o próximo ano é do Grupo gaúcho Bolognesi, que irá implantar uma térmica a gás natural e um terminal de regaseificação em Suape, um investimento de mais de R$ 3 bilhões.

Além disso, o governo sinalizou que irá investir em novos projetos de comercialização de energia renovável, com foto na fotovoltaica, com forte potencial de geração no Sertão. Haverá também apoio à implantação do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento, Inovação e Engenharia da Fiat Chrysler em três imóveis provisórios, enquanto o da Fábrica Tacaruna não fica pronto. AD Diper também anunciou que fará seu primeiro concurso público em 2015.

Anúncios