As indústrias instaladas ou em implantação em Pernambuco agora contam com uma nova opção de serviço marítimo para enviar seus produtos aos clientes em todo País ou transportar máquinas e peças de grande porte até seus empreendimentos. O Porto de Suape recebeu, na última segunda-feira (14/7), a primeira escala do navio Aliança Energia, da empresa Aliança Navegação e Logística, que pertence ao grupo alemão Hamburg Süd. A embarcação veio do Porto de Santos (SP) e descarregou no terminal pernambucano 1,1 mil toneladas de transformadores elétricos. O navio específico para esses produtos de grande porte deve proporcionar a redução de custos em sua movimentação de Pernambuco para outros estados e vice-versa.

A linha é ideal para transportar máquinas, turbinas e pás eólicas, conhecidas na linguagem portuária como carga de projeto, por não caberem em contêineres e, muitas vezes, nem em caminhões. O navio vai beneficiar principalmente a indústria dos setores de petróleo, gás, siderúrgica, naval, offshore e energia eólica, parte delas instaladas no próprio Complexo Industrial Portuário de Suape. “Há poucas opções de navios dedicados ao transporte deste tipo de carga entre portos brasileiros. A oferta limitada resulta em valores de frete pouco competitivos em relação ao transporte rodoviário, que possui muitas limitações para grandes cargas, além de representar maiores riscos de avarias”, detalha o diretor de Gestão Portuária de Suape, Leonardo Cerquinho.

A nova rota nacional vem para atender à demanda impulsionada pelos investimentos em infraestrutura no Norte e no Nordeste do País, onde está acontecendo o crescimento da indústria pesada e, consequentemente, a necessidade de movimentação de diversos tipos de equipamentos de grande porte. Nessa viagem inaugural, o navio fez o trajeto do Porto de Itajaí, em Santa Catarina, até o Porto de Cabelo, na Paraíba, mas deve se expandir por toda a costa brasileira.

Além dessa linha de cabotagem, ou seja, realizada entre os portos brasileiros, o Porto de Suape dispõe de sete linhas nacionais regulares no transporte de containers. A movimentação por cabotagem representou 57,6% do total de cargas movimentadas em Suape de janeiro a junho deste ano. Foram mais de 4,4 milhões de toneladas. Suape também conta com cinco linhas de contêineres regulares de longo curso, que são aquelas que fazem a movimentação entre Suape e os portos de outros países.

BLOG JAMILDO

Anúncios