Investimento estimado é de R$ 500 milhões, com geração de quatro mil empregos.

Serão 355 lojas espalhadas em quatro pisos no mall

Em fase de instalação do canteiro de obras, o Patteo Shopping, em Olinda, está previsto para ser inaugurado em 2017. Inicialmente, a expectativa era que o mall fosse inaugurado até o fim deste ano. Ao todo, o Grupo Celso Muniz (CM), que administra também o Shopping Boa Vista, no Centro do Recife, e o Executive Trade Center (ETC), nos Aflitos, informou que o investimento será de R$ 500 milhões e que o negócio irá gerar, quando estiver operando, quatro mil empregos diretos. Somente com as obras, o empreendimento deve impulsionar cinco mil postos de trabalho. O lançamento do projeto será realizado no próximo dia 29.

De acordo com um dos diretores do Grupo CM, José Luiz Muniz, a estrutura do centro de compras começará a ser erguida no dia 20 deste mês. Além disso, o diretor disse que o empreendimento tem 139 mil metros (m²) de área construída e 50 mil metros de área bruta locável (ABL). No total, serão 355 lojas, espalhadas em quatro pisos. Entre elas, terão lojas de departamento, artigos esportivos, eletrodomésticos, livraria e fitness. Conforme Muniz, já há marcas interessadas em operar no local, mas que, por enquanto, não serão divulgadas.

A obra também inclui a construção de seis salas de cinema, sendo três delas dispondo de exibição em 3D, totalizando 1,6 mil lugares. Será operado pela empresa Cinépolis. O projeto contempla também três praça de alimentação, uma delas com vista para o mar. O público alvo do novo shopping são os moradores dos principais bairros de Olinda.

O projeto assinado pelos arquitetos Eric Perman e Bruno Uchôa, segue um conceito de estrutura verticalizada. O shopping terá quatro pisos, sendo um térreo e mais três andares. Haverá um estacionamento no subsolo e mais três pavimentos garagem. Para aqueles que quiserem deixar o carro em casa, o mall contará com um bicicletário.

Além de administrar dois centros de compras, o Grupo CM também atua no segmento da construção civil. A empresa ainda presta serviços de engenharia em obras públicas e privadas, a exemplo da nova etapa da Faculdade Damas e da obra da fábrica de vidros do Grupo Cornélio Brennand, em Goiana, na Zona da Mata Norte.

FOLHA DE PE

Anúncios