BMW vai investir 200 milhões de euros em fábrica no país. Marca publica editorial de confiança no Brasil.

20140209-224902.jpg

BMW lança “Pedra Fundamental” de sua nova fábrica no Brasil

O BMW Group realizou um evento oficial para o lançamento da “Pedra Fundamental” de sua primeira fábrica de automóveis na América do Sul, em Araquari (SC). Dentre os presentes estiveram Raimundo Colombo, Governador de Santa Catarina; Ludwig Willisch, Head para as Américas do BMW Group; e Arturo Piñeiro, Presidente e CEO do BMW Group Brasil.
Divulgação
Sediada em Araquari (SC) e com início da produção para outubro de 2014 e terá capacidade de produção de 32 mil carros/ano, gerando 1.300 empregos. Vai produzir os modelos Série 1, Série 3, X1, X3 e MINI Countryman

O investimento realizado na construção da fábrica é de mais de R$ 600 milhões e resultará em uma unidade produtiva com capacidade instalada de 32.000 veículos ao ano. O portifólio de produção incluirá os modelos Série 1, Série 3, X1, X3 e MINI Countryman. Mais de 1.300 empregos diretos serão gerados, dos quais 60 foram preenchidos, além de aproximadamente 2.500 indiretos em um primeiro momento, contando fornecedores, parceiros de negócios e novos concessionários.

“Com a construção da fábrica no Brasil reforçamos o nosso compromisso com o País e agregamos um marco na estratégia de crescimento a longo prazo do BMW Group. O Brasil possui uma economia que vem se consolidando globalmente e é um mercado com um enorme potencial de crescimento futuro”, afirma Ludwig Willisch, CEO para as Américas do BMW Group.

Em Munique (Alemanha), Harald Krüger, membro do Conselho Administrativo da BMW AG, comentou: “hoje lançamos a Pedra Fundamental de nossa primeira fábrica de automóveis na América do Sul. A nova unidade produtiva no Brasil será um elemento importante em nossa rede internacional de produção e terá uma contribuição significativa para o crescimento lucrativo e sustentável do BMW Group.

Nosso princípio estratégico de que a produção segue a demanda de mercado já se mostrou muito efetivo em países como Estados Unidos e China e também assegurará o sucesso de nosso negócio no Brasil”.

O BMW Group objetiva atingir crescimento balanceado em todos os mercados e continentes. Economias emergentes como Brasil, Rússia, Índia e Coréia do Sul possuem um papel essencial para o alcance dessa meta. Ao construir uma nova fábrica no Brasil, o grupo expande sua rede de produção mundial, que abrange 29 unidades produtivas e de montagem em 13 países e quatro continentes.

O início das operações na nova fábrica está previsto para outubro de 2014. Com uma área construída principal de 500 mil m2, a infraestrutura na unidade produtiva contemplará as atividades de montagem, soldagem, sistemas de pintura e logística, além de prédios administrativos e auxiliares. Além da fábrica, o BMW Group também está montando um Centro de Treinamento na cidade de Joinville (distante 20 quilômetros de Araquari), que abrigará uma linha de montagem que replica a que existirá na fábrica, permitindo a realização de atividades de qualificação dos funcionários que serão contratados para atuar na linha de produção.

Além da nova fábrica de Araquari, o BMW Group produz motocicletas no Brasil desde 2010, em sua unidade localizada na cidade de Manaus, na qual são produzidos os modelos BMW G 650 GS, BMW F 800 R, BMW F 800 GS e BMW F 800 GS Adventure.

1º- “premium” turbo flex do mundo

A BMW do Brasil, mais uma vez, é pioneira ao desenvolver e apresentar uma tecnologia inédita na indústria automotiva. A montadora apresenta o 320i ActiveFlex, primeiro veículo “premium” turbo flex do mundo. O modelo, que está disponível nas concessionárias da marca desde novembro, foi lançado oficialmente durante o evento da Pedra Fundamental da nova fábrica.

O motor 2.0 que equipa o veículo combina as tecnologias BMW TwinPower Turbo e BMW ActiveFlex, com turbo compressor e injeção direta de combustível, projetado para o uso flexível de combustíveis etanol e gasolina. Especialmente desenvolvido para o mercado brasileiro, o novo propulsor faz sua estreia no sedã BMW 320i ActiveFlex, primeiro veículo premium que oferece ao condutor total liberdade na escolha do combustível.

“Este ano, a tecnologia flex completa 10 anos no Brasil, o que faz de nosso País líder no uso de biocombustível no setor automotivo há muitos anos, sendo a segunda nação do mundo na produção de etanol e o maior fabricante de veículos com tecnologia flex, que hoje representam 98% do mercado nacional. Com a introdução do BMW 320i ActiveFlex, o consumidor brasileiro tem o primeiro modelo no segmento de luxo que permite aproveitar as vantagens econômicas e sustentáveis do etanol”, comenta Arturo Piñeiro, presidente e CEO do BMW Group Brasil.

Com quatro cilindros, o motor 2.0 desenvolve potência de 184 cv entre 5.000 e 6.250 rpm e torque de 270 Nm de 1.250 a 4.500 rpm, mantendo a alta performance, a perfeição no funcionamento e a eficiência no consumo, características tradicionais da marca. Em conjunto com a transmissão automática de 8 velocidades e tração traseira, o propulsor leva o BMW 320i ActiveFlex de 0 a 100 km/h em 7,3 segundos e à máxima de 235 km/h, o mesmo desempenho do modelo a gasolina.

A tecnologia BMW TwinPower Turbo permite controlar a preparação da mistura de combustível, garantindo desempenho e conforto ao dirigir, seja qual for a proporção de gasolina ou etanol. Além das modificações no tanque e sistema de alimentação, os elementos que constituem a tecnologia BMW ActiveFlex incluem um sensor de combustível extremamente preciso localizado na parte inferior da carroceria, próximo ao motor. Este sensor determina o conteúdo de etanol na mistura alimentada pela bomba de combustível, antes de chegar ao sistema de injeção.

Para garantir um funcionamento preciso do motor, também foram adotados o sistema de injeção direta de combustível High Precision Injection e o controle variável do curso de válvula de admissão, conhecido como “Valvetronic”. A tecnologia High Precision Injection permite uma partida segura e espontânea, mesmo em condições de frio extremo, com temperaturas externas abaixo de 0º C.

Comparado aos veículos flex convencionais, que usam injetores no coletor, o BMW 320i ActiveFlex dispensa um sistema de partida alimentado com gasolina ou aquecedor elétrico de combustível, pois a injeção é feita diretamente na câmara de combustão a uma pressão de até 200 bar e a temperaturas acima de 250º C.

O “Valvetronic”, patenteado pelo BMW Group, consiste em um sistema totalmente variável de abertura da válvula de admissão, por meio de um servomotor elétrico. Como resultado, a alimentação do ar é controlada diretamente nas válvulas de admissão e não por uma válvula com corpo de borboleta, que fica distante da câmara de combustão, como ocorre nos motores convencionais. Esse controle preciso contribui para o aumento na eficiência durante mudanças de carga, seja qual for o combustível utilizado.

“O foco da BMW é aumentar a variedade de modelos oferecidos no Brasil, pois essa expansão é um elemento fundamental para consolidar o compromisso do grupo com o país”, conclui Piñeiro.

20140209-225047.jpg

Anúncios

Um comentário em “BMW vai investir 200 milhões de euros em fábrica no país. Marca publica editorial de confiança no Brasil.”

  1. Mais um empreendimento no Brasil e ainda assim alguns segmentos da comunicação social comprometidos com os partidos de oposição falam que o brasil está em crise…

Comente agora!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s