O sucesso geológico do pré-sal no último ano foi de 100%. Todos os poços exploratórios perfurados em 2013 acusaram presença de hidrocarbonetos. Esse resultado sustenta o planejamento da produção futura das áreas do pré-sal.

Registra-se que a produtividade dos poços do pré-sal no Brasil está entre as mais altas do mundo. Para se ter uma ideia, essa produtividade, no Mar do Norte, é de até 15 mil bpd; e no Golfo do México, até 10 mil bpd. Nos campos de Lula e Sapinhoá, essa produtividade oscila entre 25 mil e 30 mil bpd.

 

Anúncios