Queda na criação de postos de trabalho foi de 46,29%, enquanto redução nacional foi de 14,8%

Diario de Pernambuco – Diários Associados

Pernambuco fechou o ano de 2013 com queda de 46,29% na quantidade de postos de trabalho. Foi o pior resultado dos últimos dez anos e o índice ficou bem abaixo do nacional, quando a queda foi de 14,8%, também a pior desde 2003. Os dados são do Caged (Cadastro Geral de Empregos), divulgados nesta terça-feira pelo Ministério do Trabalho.

No estado, foram criadas 28.062 vagas, enquanto o números de postos gerados em 2012 foi de 52.256. Em todo o país, houve a criação de 1,1 milhão de empregos com carteira assinada no ano, abaixo do resultado de 2012, quando foi registrada a criação de 1,3 milhão de vagas. O governo esperava para o ano passado a criação de 1,4 milhão de novos postos de trabalho. Ao todo, foram 22,1 milhões de admissões e 21 milhões de desligamentos.

Assim como em Pernambuco, o setor de serviços foi o melhor nacionalmente, com a geração de 547 mil novos postos, um crescimento de 3,37%. No mês de dezembro de 2013, o saldo foi negativo, em 449,5 mil empregos.

Anúncios