Escrito por Redação Portogente

O contrato para a dragagem do Porto de Ilhéus vai ser assinado nesta segunda-feira (13), às 10h, em solenidade presidida pelo vice-governador e secretário do Estado de Infraestrutura, Otto Alencar, no Palácio Paranaguá, sede do governo ilheense. A obra vai ampliar a competitividade do Porto, influenciando no aumento da movimentação de carga, com impacto positivo para a economia regional.
“Vamos ter maior facilidade para atrair cargas, como por exemplo, a soja do Oeste, já que a dragagem vai permitir dobrar o calado dos navios”, explica o presidente da Companhia das Docas da Bahia (Codeba), José Muniz Rebouças, que vai assinar o contrato com a Ster Engenharia, juntamente com o vice-governador e o prefeito Jabes Ribeiro.

O contrato representa um investimento da ordem de R$ 3 milhões, 442 mil, provenientes de recursos próprios da Codeba, que está investindo mais R$ 1 milhão, 147 mil em ações preventivas e de monitoramento ambiental da obra, através de contrato firmado com a empresa BMA.

“Nosso esforço é no sentido de impactar o mínimo possível o meio ambiente, inclusive a preservação da fauna marítima”, ressaltou o diretor de Infraestrutura e Gestão Portuária, Renato Neves.

Com a dragagem, o canal de acesso ao porto, que atualmente é de 8,20 metros, voltará para a sua profundidade original, de 10 metros, permitindo a atracação de navios de até 40 mil toneladas, o dobro da capacidade atual.

“É o que chamamos de dragagem de manutenção, já que o objetivo é reestabelecer a profundidade do canal e não amplia-la”, destacou Renato Neves.

A assinatura do contrato para a dragagem do Porto de Ilhéus vai acontecer uma semana após o governador Jaques Wagner e o ministro dos Portos, Antônio Henrique Silveira, terem assinado o contrato para as obras do Porto Sul, que terá dois terminais, também em Ilhéus. Na opinião do presidente da Codeba esse conjunto de obras evidencia o esforço dos Governos Federal e Estadual em dinamizar a economia do Sul da Bahia, com reflexo no desenvolvimento de todo o Estado.

“O Sul da Bahia está ganhando um complexo portuário que somado ao da Baía de Todos os Santos, vai nos dar condições privilegiadas de competitividade, impulsionando o conjunto da economia baiana”, prevê o presidente da Codeba.

As informações são da Assessoria de Comunicação da Codeba.

20140113-103918.jpg

Anúncios