Salgueiro mobiliza micro e pequenas empresas para curso destinado a compras governamentais

Terça, 26.11.2013
O poder público é o maior propulsor da economia local, não pela geração de empregos diretos ou por investimentos na área produtiva, mas pela incorporação da figura do comprador, fazendo o papel de cliente. Nesse sistema estão as compras públicas que constituem fator preponderante na dinamização da economia local, uma vez que movimenta recursos estimados em 10% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro. Para incrementar esse segmento, a Prefeitura de Salgueiro através da secretária de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia com apoio do Sebrae, vai realizar entre os dias27 a 29 de novembro no auditório da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) o curso ‘Compras Governamentais – Curso do Fornecedor’.

O curso será dividido em três módulos e abordará temas paralelos comoLicitação: Uma Nova Oportunidade Para o Seu Negócio, Benefícios da Lei Complementar 1236, Análise de Risco, Inovações Jurídicas e Empate Ficto, Convite e Pregão Presencial com cota 25%. O público alvo será formado por empresários de Salgueiro e representantes do comércio local. Ao final do curso será gerada uma cartilha com informações básicas sobre como participar de compras públicas.

De acordo com o diretor de Desenvolvimento de Projetos Econômicos, da secretaria municipal Claudio Grassi, o uso político do poder de compras é um mecanismo estratégico justificável e valioso para potencializar a economia da região, incentivando a capacitação tecnológica e a competitividade industrial.

“De certa forma busca estimular as empresas locais a melhorar a qualidade de bens, serviços e obras, bem como incentivar a formação de parcerias e arranjos produtivos locais, com crescentes ganhos para a economia e o desenvolvimento municipais. Isso ajuda a proporcionar o aumento significativo de arrecadação municipal e do nível de empregos formais”, explica.

O fortalecimento da economia local tem efeito multiplicador de benefícios, pois fomenta o mercado local, gerando emprego e renda, o que aumenta a arrecadação pública, possibilitando melhoria nos serviços públicos, constituindo um círculo virtuoso onde a produção do mercado local induz o desenvolvimento de novos bens e serviços para o consumo interno e externo. Criam-se, assim, as condições para um processo de desenvolvimento econômico sustentável, pois a mesma comunidade que produz e vende para o mercado local ou regional também poderá consumir insumos e outros produtos deste mercado.

Informações da Comissão Permanente de Licitação da Prefeitura de Salgueiro apontam que ainda é muito pequena a participação das micro e pequenas empresas locais nas aquisições básicas de bens e serviços por parte da Prefeitura.

Dados do Sebrae, levantados para a taxa de sobrevivência de empresas no Brasil em estudo realizado em 2011, ressaltam a importância estratégica das micro e pequenas empresas na economia nacional. Conforme o estudo elas geram seis vezes mais empregos do que as médias e grandes empresas, na relação de empregos gerados e na participação no PIB. Respondem por mais da metade dos empregos formais e representam 99% das empresas formalmente estabelecidas no Brasil.

Comente agora!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: