Brasil está no topo do ranking de custos trabalhistas

Empregador médio brasileiro paga US$ 17,267 adicionais sobre salários de US$ 30,000 (57,6% do valor bruto)

Altos encargos e baixos salários. É assim que se define a realidade do Brasil, um país onde o trabalhador recebe pouco e custa muito. Estamos atualmente no topo do ranking que mede o custo das contribuições sobre os salários, num universo de 25 países, incluindo todos os membros do G7 e as economias emergentes Bric (Brasil, Rússia, Índia, China).

Para se ter ideia, o empregador médio brasileiro paga US$ 17,267 adicionais sobre salários de US$ 30,000 (57,6% do valor bruto), incluindo todos os custos empregatícios mandatórios, a exemplo de coberturas de saúde e provisões de pensões. É a maior carga tributária trabalhista em comparação com a média global: US$ 6,757 sobre US$ 30,000 (22,5% dos salários brutos).

Os números são de uma pesquisa internacional da UHY, rede mundial de auditorias e contabilidade, representada no Brasil pela UHY Moreira-Auditores.

Os locais com os custos trabalhistas mais baixos são EUA, Dinamarca, Índia e Canadá. Os empregadores médios do G7 pagam US$ 7,263 (24,2%) adicionais sobre um salário bruto de US$ 30,000 e de US$ 61,063 (20,4%) adicionais sobre salários de US$ 300,000. Para os Bris, os custos respectivos de emprego são US$ 8,488 (28,3%) e US$ 56,565 (18,9%).

Na opinião do diretor técnico da UHY Moreira-Auditores e membro do board da rede, Diego Moreira, “a redução de custos extras sobre os salários estimularia a criação de novas empresas e, consequentemente, de novas vagas. Um fator positivo nesse sentido seria o Brasil manter um teto para os custos do seguro social. É preciso rever com urgência a estruturação da seguridade social, colocada em prática décadas atrás. Alguns especialistas argumentam que o aumento dos custos para os empregadores ocorreu em função disso”.

O presidente em exercício da Federação das Indústrias de Pernambuco (Fiepe), Ricardo Essinger, comenta que os custos com um empregado no Brasil variam entre 110% e 130% do valor do salário do funcionário. A Confederação Nacional da Indústria (CNI) vê atualmente os altos custos do emprego formal como um dos mais graves gargalos ao aumento da competitividade das empresas brasileiras. Pensando nisso, lançou, no fim do ano passado, o documento 101 Propostas para Modernização Trabalhista.

Confira aqui o material completo da CNI.

Um comentário em “Brasil está no topo do ranking de custos trabalhistas

Adicione o seu

  1. Tenho em perguntado sempre o que esses números têm a ver com a economia ? Isso porque na grande maioria dos países cujos custos com o trabalhador são inferiores aos custos no Brasil, a economia está num grande atoleiro. Demissões, baixo investimento, crescimento negativo, desemprego alto.
    Por outro lado, é preciso diagnosticar nos custos o que se paga: Por exemplo: a previdência não compõe o custo do trabalhador em muitos países. Mas, no Brasil ela está incluída e foi graças a essa inclusão que foi possível criar um grande sistema de seguridade social que, mesmo com suas limitações, protege o trabalhador aposentado.
    Não fosse a Previdência Social a situação dos trabalhadores seria muito penosa. Um exemplo mais recente foi com o trabalhador rural que, até bem pouco tempo não tinha cobertura da previdência e terminava seus dias de vida, muitas vezes, mendigando nas periferias das cidades.
    Dai vem uma pergunta: para que queremos produzir riqueza ? Para distribuí-la e fazer a economia crescer com inclusão de todos ou para concentrar e acumular nas mãos de poucos ?
    Penso que essas são questões que colocam no centro do debate a nossa humanidade.

Comente agora!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: