Projetos de grande porte exigem planejamento urbanístico específico

Construção deve observar o entorno e priorizar mobilidade

Construir uma fábrica, condomínio logístico ou zona de processamento exige um planejamento urbanístico específico com atenção redobrada à apuração de dados e dimensões do projeto, além de medidas necessárias para não prejudicar o entorno da obra.

De acordo com Rafel Freire, assessor geral da André Lôbo Arquitetura, referência na área de arquitetura industrial, desenvolver um projeto de grande porte equivale a construir um pequeno bairro. “Todo o espaço do empreendimento deve ser pensado logisticamente com a criação de ruas, rotatórias, vias de acesso adequadas, sinalização interna, áreas de carga e descarga, etc”, ressalta.

Outro ponto importante é o entorno da obra. Rafael alerta que o projeto deve estar em harmonia com a vizinhança. “O arquiteto tem que considerar o que está em volta do seu projeto, afinal, ele está interferindo em uma área já existente”, afirma. Um planejamento mal feito pode afetar a mobilidade da região e ainda gerar custo financeiro e atrasos na entrega do empreendimento.

Também é importante adotar práticas ecológicas, como reflorestamento, recuperação da margem dos rios, reutilização da água e uso de ventilação e iluminação naturais. Há 30 anos no mercado, a André Lôbo Arquitetura já realizou mais de 800 projetos nas áreas residencial, corporativa e industrial. Atualmente, uma das obras logísticas em andamento é a do Cone Suape, condomínio de negócios no Complexo Industrial de Suape com 15 milhões de metros quadrados.

O projeto é dividido em cinco empreendimentos com competências logísticas integradas, englobando: a plataforma de logística Cone Multimodal; a Zona de Processamento de Exportação (ZPE) que abrigará indústrias com foco na exportação; o Cone Plug & Play, que trará áreas prontas para implantação de empresas; a Zona de Processamento de Aço (ZPA), voltada para empresas que utilizam o aço como matéria-prima; e o Multicenter, área que contará com shopping, centros de convenções e empresarial, além de polo educacional.

A André Lôbo Arquitetura também está à frente do projetos logístico da fábrica de tintas não poluentes Eucatex, localizada em Ribeirão, na Mata Sul de Pernambuco, e da ampliação da Topack do Brasil, produtora de embalagens localizada na BR-101, no Cabo de Santo Agostinho.

<image003.jpg>

Comente agora!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: