Sorvetes Milet em Limoeiro

Município ganhou planta industrial de R$ 1,42 milhão, com previsão de produzir até dezembro

Capacidade produtiva da Milet vai mais que duplicar para 1,8 milhão de litros

Anova planta industrial da Sorvetes Milet, em construção no município de Limoeiro, no Agreste do estado, deve começar a operar até dezembro. Toda a parte de construção civil já foi concluída e a fase agora é de montagem dos equipamentos. O empreendimento é fruto de um investimento de R$ 1,24 milhão e vai gerar 42 novos empregos.

A Milet está no mercado desde 2005 fabricando e comercializando, no atacado, vários tipos de gelados comestíveis, incluindo picolés e sorvetes. A planta atual fica no bairro de Boa Viagem, no Recife, mas o local não oferece possibilidade de expansão. Pablo Pessoa, gerente da empresa, explica que ideia é transferir a produção para Limoeiro e manter no Recife a central de distribuição.

“Distribuímos para toda a região metropolitana e litoral não apenas de Pernambuco, mas também da Bahia, Sergipe, Alagoas, Paraíba e Rio Grande do Norte. Existe planejamento para irmos a novos mercados, como o Ceará, mas nosso foco é crescer onde já estamos”, diz Pablo. A meta, com a nova fábrica, é expandir em 70% o número de parceiros com freezers em seus pontos comerciais, que hoje gira em torno de três mil.

Em Limoreiro, a capacidade produtiva da Milet vai mais que duplicar, saindo de 700 mil litros de leite/ano para quase 1,8 milhão de litros/anos. Com isso, o número de funcionários saltará de 34 para 76. “Estamos contratando prioritariamente pessoas do município. Uma parte dos novos funcionários já foi contratada e está sendo treinada”, completa Pablo Pessoa. A empresa também assumiu o compromisso de comprar o leite de produtores locais.

Do total investido, 90% estão sendo financiados pelo Banco do Nordeste, com recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE). “Trata-se de um empreendimento que agrega valor à região e gera emprego. Além disso, tem um potencial de germinação imenso”, comenta o gerente do BNB, Marcelo Guimarães do Rêgo.

Isso ocorre porque, segundo Marcelo, a indústria de sorvetes cria oportunidades para pequenos empreendimentos, como sorveterias e lojas de conveniência, e também para os informais, que são os carroceiros. “A função do banco não é apenas emprestar. Temos uma visão desenvolvimentista e avaliamos também o impacto social do empreendimento”, justifica o gerente do BNB.

O financiamento, de R$ 1,11 milhão, está sendo utilizado na aquisição de três máquinas produtoras de sorvetes, uma máquina produtora de picolés e um conjunto frigorífico industrial com antecâmara e câmaras de estocagem de congelados e de resfriados de polpa. (M.B.)

DIÁRIO DE PERNAMBUCO

4 comentários em “Sorvetes Milet em Limoeiro

Adicione o seu

  1. Gostaria de ter informações de como revender o sorvete o quer é necessário pois quero vender no varejo.

Comente agora!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: