Pernambuco, a partir do próximo dia 12 de novembro, vai produzir oficialmente o legítimo macarrão instantâneo japonês, o famoso Nissin Miojo. Os pacotinhos sairão da nova fábrica da Nissin Ajinomoto Alimentos, em Glória do Goitá. A data de inauguração foi confirmada ontem, pela empresa. O evento, segundo a Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper), terá a presença do governador Eduardo Campos.

A fábrica é a segunda da joint venture da Nissin e Ajinomoto, ambas japonesas, no Brasil. O investimento foi de R$ 46 milhões, com a geração de 200 empregos.

A Nissin Ajinomoto considera os números de produção estratégicos, mas o Estado revelou, no início do ano, que seriam fabricados até 1.500 pacotes de macarrão instantâneo por minuto.

O volume parece alto, mas a quantidade de macarrão instantâneo consumida no Brasil ainda é muito pequena, segundo os números da empresa. O nordestino come nove pacotinhos por ano, em média, contra dez no Brasil. Mas lá fora os números são bem maiores: são 13 no México e Estados Unidos, 31 na China e 41 no Japão.

O macarrão japonês vai ter gostinho de Nordeste, com a linha Nosso Sabor, criada para a região, mas, até hoje, fabricada em Ibiúna, São Paulo. De Glória do Goitá também sairão o lámen, mais tradicional, e a linha Turma da Mônica.

JORNAL DO COMMERCIO

Anúncios