Os próximos anos vão proporcionar a construção de carreira na indústria naval para todas as formações — Técnico, Médio ou Superior. Serão abertas 1.700 vagas até 2016, sendo 110 oportunidades até dezembro na Transpetro, da Petrobras, que realiza transporte de petróleo e derivados. Oportunidades podem levar à remuneração de até R$ 20 mil.

Grande parte das chances que surgem no setor são por conta da encomenda de 49 navios para o Brasil. Na terra, a nova indústria naval brasileira também impulsiona a convocação de mão de obra capacitada para trabalho nos estaleiros.

O País tem, atualmente, a quarta maior carteira de encomendas de navios do mundo. A indústria naval brasileira, que tinha menos de dois mil trabalhadores em 2000, hoje emprega quase 60 mil pessoas, segundo o Sindicato Nacional da Indústria da Construção e Reparação Naval e Offshore (Sinaval).

Para Hildelene Lobato, de 38 anos, essa é a hora de estudar e se preparar para uma destas vagas que o setor garante nos próximos anos. O salário foi um grande atrativo no início, quando ela considerou seguir um caminho na Marinha.

“Fiz preparação para uma vaga na Escola de Formação de Oficiais da Marinha Mercante (Efomm). O salário para Nível Superior chamou a atenção”, conta. Desde então, Hedilene deslanchou: integrou a primeira turma somente de mulheres do Centro de Instrução Almirante Braz de Aguiar (Ciaba). Hoje, já é comandante. Veja nas próximas páginas quais são as dicas dela para estudos, preparo físico e rotina no setor.

Com as informações – O Dia

Por Rodrigo Cintra

Anúncios