Evento formaliza e capacita negócios

20120702-015515.jpg

O Sebrae realiza a partir de amanhã até o dia 7 de julho a Semana do Empreendedor Individual em todo o país, com o objetivo de incentivar a formalização de autônomos como Empreendedor Individual e, principalmente, dar suporte para o desenvolvimentos dos micro negócios já formalizados. No Rio Grande do Norte, a meta é realizar 4,4 mil atendimentos, 1.162 formalizações e 11 oficinas, que deverão capacitar até 300 participantes.

Diferente das edições anteriores, o foco da iniciativa neste ano é a parte de capacitação dos empreendedores. Em Natal, os atendimentos serão realizados em praça pública a partir das 8h. Tendas serão montadas na praça Gentil Ferreira, no Alecrim, onde serão proferidas palestras sobre as vantagens da adesão ao programa Empreendedor Individual e os benefícios de ser enquadrado nessa categoria jurídica. Estão previstas quatro palestras por dia. Além disso, estão previstas 10 Oficinas SEI – com os temas ‘SEI Vender’ e ‘SEI Controlar o Meu Dinheiro’ – sendo duas por dia até a sexta-feira (6). As vagas para as palestras e oficinas são limitadas e as reservas podem ser feitas através do 0800 570 0800.

Mas as ações não ficarão restritas à capital. Os escritórios regionais do Sebrae instalados em todas as regiões do Rio Grande do Norte preparam uma grande mobilização. Além da capital, cidades sedes dos escritórios regionais, como Mossoró, Assú, Santa Cruz, e Pau dos Ferros, realizarão ações itinerantes, capacitações e formalizações de profissionais autônomos em cerca de 40 municípios.

A Semana de Formalização também levará aos municípios uma série de palestras gerenciais e as Oficinas Sebrae para o Empreendedor Individual (Oficinas SEI) que possuem foco na capacitação de empreendedores já formalizados ou que pretendem formalizar seus negócios. No Escritório Regional do Oeste, em Mossoró, além do atendimento itinerante em nove municípios, as ações locais serão concentradas na Praça do Pax, localizada no Centro da cidade, e em outros 12 bairros, que apresentam elevado potencial empreendedor de enquadramento no programa.

Serão contemplados com a realização das Oficinas SEI e atendimento voltado para formalização nos bairros Redenção, Quixabeirinha, Abolição IV, Belo Horizonte, Alto da Pelonha, Bom Jardim, Teimosos, além de Santo Antônio, Ilha de Santa Luzia, Bom Jesus, Planalto e Nova Vida.

Vale do Açu

Com um total de 10 municípios atendidos com as ações da Semana do Empreendedor Individual, o Escritório Regional do Vale do Açu promoverá palestras com temáticas relativas a atendimento ao cliente e motivação, assim como as oficinas “SEI Planejar” e “SEI controlar meu dinheiro”. Além de Assú, o atendimento ocorrerá em São Rafael, Fernando Pedroza, Lajes, Angicos, Macau, Guamaré, Pendências, Alto do Rodrigues, Itajá e Ipanguaçu.

De acordo com Fernando de Sá Leitão, gerente do Escritório Regional do Vale do Açu, além de estimular o registro de negócios informais que atuam na região, as ações fortalecem os empreendimentos com a realização de capacitação específica.

No Alto Oeste do Estado, serão realizadas ações itinerantes nos municípios de Apodi, Viçosa, Portalegre, Riacho da Cruz, e Pilões, além de Pau dos Ferros. Durante toda a semana, equipes do Escritório Regional do Alto Oeste farão atendimento e formalização de autônomos com perfil de empreendedor individual.

O Escritório Regional do Trairi também desenvolverá ações ao longo de toda semana. Serão beneficiadas os profissionais autônomos das cidades de Nova Cruz, Lagoa do Velho, Santo Antônio, São Paulo do Potengi, Passa e Fica, Bom Jesus, Tangará, São Pedro, Senador Elói de Souza, Santa Cruz, e Ielmo Marinho.

Saiba mais

O Empreendedor Individual (EI) é uma categoria jurídica que foi criada pelo governo federal para estimular a formalização de negócios tocados por profissionais autônomos – que trabalham por conta própria – que faturam até R$ 60 mil ao ano, não possuem participação em outras empresas como sócio ou titular e empregam, no máximo, um funcionário. A adesão ao programa, e consequente formalização do negócio, implica o pagamento de uma taxa mensal de no máximo R$ 37,10, e dá direito a benefícios como auxílio-doença, salário-maternidade e aposentadoria após 15 anos de serviço. Outros benefícios importantes são o direito ao Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ), o de emitir notas fiscais, vender para o governo, além de ter acesso facilitado aos serviços bancários e linhas de crédito. Atualmente, mais de 450 atividades podem ser enquadradas como EI.

Anúncios

Comente agora!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s