Primeira estaca será cravada no dia 17 de julho, dando início às obras físicas da siderúrgica

O Complexo Industrial e Portuário do Pecém (Cipp) receberá na próxima segunda-feira, 21 de maio, o navio "Cape Nelson" com as primeiras estacas da Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP), uma joint venture entre a brasileira Vale e as sul-coreanas Dongkuk e Posco. Nesta etapa, serão descarregadas 3.778 estacas, obedecendo ao cronograma de construção da primeira usina siderúrgica integrada do Nordeste e um dos projetos estruturantes em construção no Estado do Ceará.

Porto do PecémObras físicas

No mês de julho próximo, conforme revelou o presidente do Conselho Administrativo da CSP, Aristides Corbellini, será dado o início às obras físicas da siderúrgica cearense, que tem o Governo do Estado do Ceará como um importante parceiro. A primeira estaca para instalação das fundações da Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP) será cravada no dia 17 de julho.
Os trabalhos de terraplanagem estão em torno de 45% a 50% concluídos.

Garantia

Na semana passada, foi informado que toda a produção da Companhia Siderúrgica do Pecém já tem compra garantida por parte dos três sócios que compõem o empreendimento – Vale, Dongkuk e Posco.
Conforme acordo assinado pelo trio, das 3 milhões de toneladas de placas de ferro que serão produzidas anualmente pela siderúrgica, a Vale ficará responsável pela compra de 600 mil toneladas, enquanto a Posco comprará 800 toneladas.

Navio Cape Nelson deverá chegar, na segunda-feira, no Complexo Industrial e Portuário do Pecém, com as estacas que serão descarregadas

O restante, de 1,6 milhão de toneladas, será adquirido pela Dongkuk. O destino final do material, de acordo com a CSP, ficará a cargo de cada empresa. De acordo com o presidente da CSP, Marcos Chiorboli, a Companhia, que no final do último ano teve seu valor avaliado em aproximadamente U$ 1 bilhão, deverá passar a valer cerca de U$ 1,6 bilhão no fim deste ano.

"A CSP já é uma realidade". A previsão é que, até o ano de 2015, seja alcançado o valor de U$ 5 bilhões.

Produção
3 mi de toneladas de ferro que serão produzidas anualmente pela Companhia Siderúrgica do Pecém já possuem compradores garantidos

Fonte: Diário do Nordeste

Anúncios