Superporto do Açu recebeu mais de R$ 2,6 bilhões em investimentos

20120514-170619.jpg

A LLX, empresa de logística do Grupo EBX, investiu quase R$ 200 milhões no Superporto do Açu, no primeiro trimestre de 2012, o maior investimento em infraestrutura portuária das Américas, em construção pela companhia em São João da Barra (RJ). Entre 2007 e março de 2012 foram investidos R$ 2,6 bilhões no empreendimento. O Superporto do Açu terá capacidade para movimentar até 350 milhões de toneladas por ano.

Segundo a empresa, o montante foi aplicado principalmente na dragagem do canal onshore e construção do quebra-mar (TX2), implantação da linha de transmissão e aquisição de terrenos. No mesmo período também foram realizados investimentos na montagem da correia transportadora, empilhadeira e recuperadora que serão utilizadas para movimentação de minério de ferro no terminal offshore (TX1).

No período também foram registrados importantes marcos para o desenvolvimento do Superporto do Açu, como a obtenção de Licença de Instalação para construção de linha de transmissão de 345 KV, que irá conectar o empreendimento ao Sistema Interligado Nacional, e a assinatura de memorando de entendimentos com a Ferrovia Centro Atlântica (FCA) para continuidade dos estudos de viabilidade e estudos para a obtenção das licenças ambientais necessárias à construção do trecho ferroviário até o Superporto do Açu.

“Este será um ano de extrema importância para o desenvolvimento do Superporto do Açu. Até o final de 2012 deveremos atingir grandes marcos, como o término da primeira etapa de dragagem do canal do TX2 e a conclusão das obras do quebra-mar também no TX2. Nos primeiros meses deste ano, passos importantes já foram dados”, destacou o diretor-presidente da LLX, Otávio Lazcano.

Resultado

Mesmo em fase pré-operacional, o Superporto do Açu apresentou neste trimestre receita líquida proveniente da assinatura de contratos para locação de área no valor de R$ 17,1 milhões, um crescimento de R$ 16,4 milhões em relação ao mesmo período de 2011.

A LLX encerrou o ano com R$ 297 milhões em caixa. Já o ativo imobilizado mais investimentos cresceu de R$ 1,25 bilhão no final de 2011 para R$ 1,41 bilhão para o 1º trimestre de 2012. Este resultado reflete a execução das obras de dragagem do canal e quebra-mar do TX2, obras civis no Complexo Industrial do Superporto do Açu, aquisição de terrenos e ações de sustentabilidade.

No 1º trimestre de 2012, a LLX registrou prejuízo de R$ 9 milhões. Este resultado, característico de qualquer empresa pré-operacional, está associado principalmente às despesas gerais e administrativas de R$ 38,1 milhões.

Anúncios

Comente agora!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s