Preparo é a chave do sucesso

Candidatos a empreendedores ainda jovens têm diversas opções de cursos, em vários níveis, para estudar o mercado e o setor e evitar erros que podem comprometer a saúde da empresa

Paulo Henrique Lobato –

Publicação: 22/04/2012 07:15 Atualização:

A analista da Unidade de Educação do Sebrae Cacilda Almeida, com sua equipe da competição de empreendedorismo ( (Euler Júnior/ EM/D.A Press))
A analista da Unidade de Educação do Sebrae Cacilda Almeida, com sua equipe da competição de empreendedorismo

Montar o próprio negócio não é tarefa fácil, que exija apenas uma boa quantia em dinheiro ou uma grande ideia. Para criar uma empresa que se destaque no mercado, gerando emprego e renda ao país, também é preciso dedicação ao empreendimento, conhecimento do setor e da legislação tributária, entre outros. Instituições como o Sebrae, a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL-BH) e a Fundação Getulio Vargas oferecem minicursos ou cursos técnicos, de graduação e de pós-graduação voltados para o empreendedorismo ou com disciplinas que incluem dicas para quem deseja gerenciar a própria empresa.

Vários projetos espalhados pelo país também buscam incentivar a cultura empreendedora entre jovens, como o Desafio Sebrae, que simula a concorrência entre empresas num mundo virtual. O projeto, que em 2012 chega à décima terceira edição, já está com as inscrições abertas (R$ 50 para cada grupo de dois a cinco alunos). “É uma atividade complementar à graduação, servindo como capacitação. O número de inscritos vem aumentando. Em 2008, por exemplo, foram 6 mil inscritos. Em 2011, 12 mil alunos de 288 instituições do estado”, disse Cacilda Almeida, coordenadora do projeto em Minas Gerais.

Este ano, os participantes terão de administrar um negócio de polpas, sucos e frutas tropicais. Em outras palavras, como revela Cacilda numa espécie de dica, o tema envolve o comércio (frutas tropicais), a indústria (polpas) e distribuição. Os vencedores da etapa estadual disputam a nacional.

Em 2011, quando os inscritos simularam a fabricação e a venda de bicicletas, uma equipe do câmpus da Universidade Federal de São João del-Rei em Ouro Branco, na Região Central, e outra da Faculdade Pitágoras de Montes Claros, no Norte de Minas, venceram a etapa regional e chegaram à semifinal da nacional.

O jovem Cássius Felipe Ribeiro da Silva, de 22 anos, aluno de engenharia de produção da Faculdade Pitágoras, foi um dos vencedores. “Tudo o que vi no desafio, hoje aproveito no estágio. Aliás, a vaga no estágio foi conquistada em razão do bom desempenho na competição. Recordo que, numa das etapas do desafio, minha equipe tirou uma nota péssima. O erro: ‘soltar’ bicicletas em mercados nos quais não havíamos avaliado as vendas. Houve encalhe. Na etapa seguinte, quando decidimos priorizar as vendas em cidades com boa saída, tiramos excelente nota”, recorda o rapaz.

O plano de Cássius, que está no penúltimo período do curso, é continuar como empregado por mais dois anos, período em que pretende adquirir experiência. Depois, adianta, usará o conhecimento para fundar o próprio negócio.

Éric Gonzales Mendes, de 20, também venceu o jogo virtual em 2011. Aluno da universidade em Ouro Branco, o estudante de engenharia civil dá uma dica aos novos participantes: “É essencial analisar o cenário para tomar decisões. Para isso, usamos planilhas. O jogo agrega muito conhecimento. A cabeça da gente muda, a postura também. Quando me formar, quero tocar a empresa de meu pai, na área de estrutura metálica. Desejo agregar ideias, levando inovações para ampliar a atuação do empreendimento”, planeja.

Anúncios

Comente agora!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s