A evolução de registros de Empreendedor Individual vem se dando de forma eficiente nas cidades interioranas

O Ceará é a unidade da Federação que registra mais elevado crescimento porcentual na quantidade de adesões ao programa Empreendedor Individual (EI), no Brasil. E é no Interior do Estado onde se registra, atualmente, a maior parte das formalizações.

De acordo com dados da Receita Federal, entre 18 de abril de 2011 e igual data deste ano, o salto foi de 28.882 para 71.677 empreendedores individuais cearenses, com incremento de 148% ou mesmo que 42.795 a mais no número de aderentes ao EI, no Estado.

Deste montante, o Interior respondeu por 52,6%, com 37.720 profissionais contra 33.957 da Capital, que ficou com 47,4% do total. Há exatamente um ano a proporção era diferente. Fortaleza respondia por 50,6%, um pouco acima das demais cidades cearenses, que somavam 49,4%.

Localidades

Outro indicador que comprova a interiorização da evolução do programa é que até o dia 18 de abril de 2011 apenas 35 dos 184 municípios contavam com mais de 100 cadastros de empreendedores individuais.

Um ano depois, essa quantidade pulou para 82 localidades – elevação de 134%.

Os dados da Receita Federal revelam, ainda, no intervalo de um ano, tendo como base o mês de abril, a evolução de registros de EI se deu mais eficientemente nas cidades interioranas, que apresentaram aumento de adesões de 163% contra 132% da Capital, em idêntico intervalo.

Esforço

Recentemente, o superintendente do Sebrae-CE, Carlos Cruz explicou que foi feito um trabalho específico e coordenado entre todas as entidades envolvidas no processo de formalização desses profissionais, que antes eram autônomos. “Fizemos um esforço muito grande com as prefeituras para regulamentar a legislação (Lei Complementar 128/ 08, de julho de 2009) municipal. Conseguimos com 140 das 184 cidades do Estado.

Universalização

Até o fim do ano pretendemos universalizar a regulamentação e chegar a 100 mil ou 110 mil empreendedores individuais no Ceará”, chegou a afirmar, em março, ao Diário do Nordeste a respeito da reportagem “Um empreendedor a cada dez minutos no CE”, que mostrava a liderança do Estado no ranking das unidades federativas em porcentual de crescimento na quantidade de adesões ao programa.

Destaques

Cinco municípios do Interior têm se destacado em adesões do EI. Até a última quarta-feira, 18, Caucaia tinha registrado quase 3 mil adesões (2.917), com crescimento de 127% em um período de um ano. Maracanaú, também da Região Metropolitana vem em segundo, com 2.333EIs e alta de 142%. Juazeiro do Norte, vem em terceiro, com 2.233, porém, com o maior aumento dentre todas essas cidades, com 185%. Sobral (1.702) e Iguatu (1.030), vêm em seguida com avanço de 126% e 141%, respectivamente.

Fortaleza

Mesmo com o avanço das cidades do Interior, Fortaleza manteve um bom patamar de crescimento. Tanto que registrou o melhor avanço dentre todas as capitais nordestinas. Natal (RN), Teresina (PI) e Maceió (AL) foram as cidades que mais perto chegaram dos 132% de aumento na quantidade de adesões da metrópole do Ceará, com respectivos 118%, 117% e 116% de avanço em um ano. Recife (106%), João Pessoa (85%), São Luís (82%), Salvador (70%) e Aracaju (68%) completam o ranking.

Diário do NE
ILO SANTIAGO JR.

Anúncios