Dez passos para melhorar seu negócio

ORIENTAÇÃO ONG Endeavor dá dicas para ajudar uma empresa a sobreviver e crescer. O ponto principal: agir corretamente sempre

Gabriela López

gabrielalopezf

Após trabalhar 15 anos em óticas, Rosami Alves da Cunha, 37 anos, decidiu abrir o próprio negócio. Em 2008, comprou um ponto de vendas no Centro do Recife. Dois anos depois, abriu uma filial no Cabo de Santo Agostinho e, em 2011, inaugurou outra ótica no shopping da cidade. A fórmula do seu sucesso não é tão difícil, conta a empresária. “Procuro constantemente participar de capacitações. Viajo, acompanho palestras, faço muitos cursos”.

Para ela, além da qualificação, é importante conhecer bem o mercado para manter uma empresa e fazê-la crescer. “No Centro, há uma concorrência grande, então investi em produtos diversificados e atendimento de qualidade. No shopping, vi que faltava uma joalheria e coloquei relógio e joias para vender”, completa.

Rosami pode ser considerada peça rara no mercado. De janeiro a março deste ano, foram registrados 449 pedidos de falências pelo indicador Serasa Experian de Falências e Recuperações. O número superou as 437 solicitações que houve no mesmo período do ano passado.

Outro dado alarmante está em uma pesquisa realizada pelo Sebrae-PE. No Estado, 48% das micros e pequenas empresas fecham as portas após dois anos de funcionamento. A média nacional passa dos 50%.

Segundo o analista do Sebrae-PE Valdir Cavalcanti, quatro fundamentos devem ser seguidos por um empreendedor para desenvolver o negócio: planejamento, organização, controle e administração. “É preciso fazer um modelo de gestão, controlar entradas e saídas do caixa, não misturar as despesas e programar pagamentos como impostos e o 13º salário”, afirma. Paralelamente, é essencial aumentar as vendas traçando metas.

“O empresário deve identificar o dia da semana em que vende menos, a semana do mês que vende menos e o mês do ano que vende menos. Assim, dá para elaborar um plano de marketing e lançar promoções nestas épocas. Não é bom concentrar as vendas em alguns dias e só”, recomenda Cavalcanti.

Ainda é preciso ficar atento a uma questão que parece óbvia, mas muita gente erra: as metas precisam ser possíveis de cumprir. Segundo Cavalcanti, planejar um aumento de 20% para o mês é uma boa opção.

Pensando nos empreendedores que querem desenvolver o negócio, a Endeavor – ONG internacinal que incentiva o empreendedorismo – elaborou dez passos para orientar os empresários (veja arte). Para a coordenadora da instituição no Nordeste, Ana Luiza Ferreira, as dicas podem ser resumidas em uma frase: faça o certo dar certo. “Quando o empreendedor faz tudo da maneira mais correta possível, mantendo as finanças organizadas, tendo ambição, estando em dia com as leis trabalhistas, o negócio tem grandes chances de crescer”, comenta.

Segundo ela, o que mais falta para os empresários pernambucanos é autoconfiança. “As pessoas daqui precisam sonhar grande e confiar mais nos negócios que têm. Quando as pessoas sonham, elas vão em busca do que querem”, opina.

JORNAL DO COMMERCIO

Anúncios

Comente agora!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s