Investimento no Nordeste ultrapassa média nacional. Responsável por 6% das novas redes no país, a região oferece oportunidades de crescimento

São Paulo – Um mercado em franco crescimento, com economia aquecida, taxas de consumo em ascensão. Esse é o Nordeste, destacado por especialistas como a nova tendência de investimentos das franquias. Enquanto o setor de franchising cresceu 15% nos últimos três anos em todo o país, a região aumentou sua participação em 32%.

Como destacou o sócio da Francap, André Friedheim, 10% das franquias brasileiras estão lá e 6% delas tem origem nordestina. Segundo ele, um dos grandes incentivos ao investimento na região está na logística, melhorada nos últimos três anos. “O Banco do Nordeste e suas taxas de juros baixas, além definanciamentos facilitados para quem deseja investir na região também beneficiam o aumento do franschising”, destaca.

Entre os setores em expansão, devem estar alimentação e educação e treinamento. “Com a acessão da classe C, cresce a demanda por esses serviços”, ressalta Friedheim. De acordo com a Associação Brasileira de Franchising (ABF), Bahia (1722) e Pernambuco (1217) são os estados recordistas em número de franquias, seguidos do Ceará (909) e da Paraíba (805).

Embora haja uma onda positiva sobre o Nordeste, o consultor da Franchise Store Marcelo Cherto destaca fatores que podem ser prejudiciais. “A violência está aumentando e alguns custos também estão subindo, porque muitos estão percebendo as oportunidades.”

Outro cuidado necessário a quem deseja investir na região é o conhecimento sobre o local. “Mudar de cidade para se aventurar em um lugar desconhecido pode ser ruim, mas para operar uma loja, deve-se estar por perto. Então, é sempre bom ter cautela, afirma o professor do Núcleo de Varejo da ESPM Denis Santini.

Fonte: Exame.com

Anúncios