Governo de Pernambuco planeja novos acessos para o litoral norte

Rodovias terão pedágio, facilitarão a vida dos motoristas e darão nova vida econômica à região

Giovanni SandesUma nova rota rodoviária de acesso ao Litoral Norte, sem necessidade de passar pelo caótico trecho da BR-101 entre Abreu e Lima e Cruz de Rebouças, pode resgatar de vez a Ilha de Itamaracá e revolucionar a praia de Maria Farinha e do Janga, em Paulista. Com autorização do governo estadual, a Galvão Engenharia apresentará até abril os resultados de um estudo para um grande sistema viário hoje avaliado em R$ 600 milhões, que envolve duplicação e requalificação de rodovias, construção de novos trechos de pista e até três novas pontes. A administração do sistema seria como no acesso à Praia do Paiva, com uma empresa responsável pela concessão e pagamento de pedágio pelos motoristas.Recebo a notícia com uma surpresa agradável, diz o prefeito de Itamaracá, Rubens Catunda. Para ele, depois do intenso processo de degradação por que passou, a ilha começa receber projetos que vão integrá-la de vez à Região Metropolitana do Recife e ao Litoral Norte, que receberá megainvestimentos como a fábrica da Fiat, em Goiana.O novo acesso foi proposto como uma parceria público-privada (PPP), a segunda de um projeto rodoviário no Litoral Norte. A outra, com estudos bem mais adiantados, é o Arco Metropolitano, avaliado em R$ 1,6 bilhão. Ele prevê 100 quilômetros de vias novas e existentes ligando a BR-101 Norte, na altura de Itapissuma, à BR-101 Sul próximo a Fábrica da Caninha 51, em Suape.Técnico da Secretaria de Governo (Segov), Alexandre da Maia ressalta que a nova PPP ainda está em fase preliminar. Uma das ideias é que o Arco e o acesso via Itamaracá se comuniquem, formando um sistema turístico e de cargas, afirma Alexandre.Hoje, para se chegar a Itamaracá, vindo da região metropolitana, é preciso encarar a BR-101, estrangulada em Abreu e Lima e Cruz de Rebouças, até Igarassu.

A proposta inicial do acesso por Paulista e Itamaracá prevê duplicação da Avenida Carlos José Gueiros Leite a partir da Ponte do Janga até a PE-001 em Maria Farinha. De lá, uma ponte cruzaria o Rio Timbó, ligando Paulista a Cruz de Rebouças aproveitando parte da Estrada de Nova Cruz e um novo traçado que, com outra ponte, sobre o Canal de Santa Cruz, chegará à ilha.

O novo sistema inclui melhorias, em Itamaracá, na PE-001 e PE-035 (principal via da ilha), até o acesso atual por Itapissuma. O estudo apontará se a ligação com a BR-101 será a mesma ou se haverá uma nova via cortando Itapissuma até a BR, na altura da PE-041.

O estudo da Galvão Engenharia custará R$ 10,7 milhões. A construtora avalia formar consórcio com a Andrade Gutierrez. O estudo será entregue ao Estado, que pode ou não licitar o contrato de construção, manutenção e operação do sistema por 30 anos.

Crescimento planejado

O novo acesso viário ao Litoral Norte trará a oportunidade de um crescimento planejado, algo que não se viu no Complexo de Suape e no Litoral Sul, cujo os acessos demandaram e demandam obras urgentes de ampliação e melhora de rodovias.

A expectativa é que, junto da tão sonhada transferência dos presos de Itamaracá para um complexo prisional em Itaquitinga, o novo e milionário projeto viário faça renascer o turismo e o mercado imobiliário em Itamaracá, Maria Farinha e Janga.

Com certeza esse novo projeto traz grande valorização, tanto para Itamaracá quanto para Maria Farinha. A PE-001 em Maria Farinha vive congestionada. Com a duplicação, a coisa seria bem diferente. Se o novo sistema puder realmente evitar a BR-101 Norte entre Abreu e Lima e Cruz de Rebouças, por dentro de Itamaracá, o fluxo para o Litoral Norte ficará mais rápido e a mobilidade vai melhorar muito, afirma o vice-presidente da Associação das Empresas do Mercado Imobiliário (Ademi-PE), Félix Sá.

Para Félix, a manifestação de interesse feita por uma empresa privada, a Galvão Engenharia, mostra que o projeto é viável. É o mesmo que pensa o presidente da Associação dos Hoteleiros de Itamaracá (Ahita), Gustavo Calheiros.

Na ilha sobraram apenas 14 meios de hospedagem, sendo três hotéis e o resto pousadas e chalés. O turista precisa de acesso e agilidade. Mas há um funil na Ponte Presidente Vargas e em Itapissuma, que tem casas sem calçada, quase na rua. Quando engarrafa ali, engarrafa por 6 ou 7 quilômetros, reforça Gustavo.

Anúncios

8 comentários em “Governo de Pernambuco planeja novos acessos para o litoral norte”

  1. O turismo não é só propaganda,isto é,deve-se dedicar a segurança,saneamento bá-
    sico,limpeza,paisagismo,boas estradas,ordem e o social.O turismo bem estruturado
    atrai muitos turistas e,por conseguinte,muitos empregos,melhor padrão de vida dos
    habitantes,bons negócios e engrandecimento de arrecadação .A ilha de Itamaracá
    é um dos lugares mais bonitos do nosso litoral,embora encontrar-se esquecida por
    todos,sem investimentos necessários direcionados ao seu turismo.A ilha é um gran-
    de tesouro turístico do litoral brasileiro que,infelizmente,não é aproveitado com afin-
    co.Pernambuco não é só um belo litoral sul,mas tem também um belo litoral norte.
    Devemos observar como se explora o turismo no sul da Bahia,os baianos sabem
    aproveitar bem o seu potencial turístico.Quando se livraremos dos monstrengos pre-
    sídios que existem naquele paraíso,cheios de problemas!
    Por fim,devemos observar como se faz turismo no sul da Bahia,ou seja,os baianos
    inteligentemente aproveitam bem as suas potencialidades turísticas.
    Cadê o movimento salvemos a bela ilha de Itamaracá!antes tarde do que nunca!

  2. Tudo isso seria otimo se fosse verdade , Itamaraca esta perdendo cada vez mais seus turistas , as praias precisam ser limpas , a orla do Pilar e a Rua Timbauba proxima ao Pilar tem até bixo morto na areia da praia , Sou turista e estou no Rio de Janeiro irei voltar a Itamaraca nesse final de semana e se eu encontrar a Ilha como estava em Fevereiro irei detonar a Ilha em todos os meios sociais . Chega de promessas.

  3. Itamaraca,Sonhou,Com este Projeto,a Orla de Jaguaribe,o Asfalto do Pilar a Jaguaribe,a Estrada do Sossego,A Praça da Juventude,As Ciclovias,Academia das Cidades,Posto Medico em Nova Descoberta(Bode) e Sim tudo ate agora nao passou de Promessas de Campanha. Po! Itamaraca Nao Precisa de Promessas! Tamaraca Precisa e de Realizaçoes. Basta de Promessas!Chega de Ser Enganada”Itamaraca”Quer que saia tudo do Papel… Em Itamaraca Eleiçoes so Com Realizaçoes! De Promessas Nao Cumpridas O Povo Esta Cheio! Ferraz.

  4. há uma pergunta que não quer calar: COMO FICA OU FICARIA O AVANÇO DO MAR EM TODO LITORAL PERNAMBUCANO.
    sou de Olinda e conheço esse problema, pois conviví com ele em toda minha infância/puberdade. é terrível vc ver toda uma praia ser “engolida” pelo mar.

    1. pois é Valter.tirando Jaboatão q deve começar as obras de Engordamento das Praias,não vejo os demais,preocupados com isso.não cuidaram do nosso litoral,o resultado,infelizmente é esse!

  5. e se isso sair do Papel,será um grande salto para o litoral norte.é muito complicado passar pelo trecho estrangulado da BR-101,no antigo Terminal integrado do SEI de Abreu e Lima.e não só nesse trecho.a partiir da ponte q liga o continente a ilha,é um sufoco enorme!na ida para o Reveillon,já foi complicado.e pior vai ser os 2 Sábados do”itamaracá fest”.é uma pena q só agora,olhem de novo o Litoral norte.mas,”antes tarde do q nunca”!

Comente agora!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s