Trabalho de recuperação da rodovia, que dá acesso às praias do Litoral Sul e a Suape, começa hoje. Agentes vão orientar motoristas e serviço deve ficar pronto em fevereiro

Principal via de acesso às praias do Litoral Sul e ao Complexo Portuário de Suape, a rodovia estadual PE-60, que se encontra castigada por fendas e buracos de todos os tamanhos, vai começar a ser recuperada hoje. Os primeiros 10,2 quilômetros, a partir do km 0, no entroncamento com a BR-101, no Cabo de Santo Agostinho, Grande Recife, passarão por manutenção, orçada em R$ 15,7 milhões com recursos pelo governo federal. Para realizar as obras, que começam pelas vias laterais, será preciso interditar alguns trechos da pista. A intervenção será executada pelo Departamento de Estradas de Rodagem de Pernambuco (DER-PE).

Uma equipe formada por agentes do trânsito do DER, policiais do Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) e agentes municipais de trânsito do Cabo estará na área para orientar os motoristas sobre os desvios. No sentido Recife-Suape, a interdição ocorrerá na pista lateral na altura do retorno da antiga Estrada de Gaibu, próximo ao semáforo de número 23. A partir de hoje, quem quiser voltar deverá pegar o próximo retorno, na 1ª Travessa da Rua Vinte e Sete, em frente a uma madeireira.

Já no sentido inverso, o bloqueio ocorre no retorno da Cohab, próximo ao semáforo 22. A alternativa será o retorno na BR-101, a aproximadamente 800 metros do viaduto. O anel viário da BR-101/PE-60, próximo ao elevado, também sofrerá interdição para a execução de serviços.

De acordo com a assessoria de comunicação da Secretaria Estadual de Transportes, a qual o DER-PE é vinculado, a previsão é de que a primeira etapa da obra, entre o km 0 e 3, fique pronta até dezembro. Já o trecho que vai do km 3 ao km 10,2 deverá ser finalizado até fevereiro do ano que vem.

A deterioração da rodovia, abordada em reportagem do Jornal do Commercio no dia 23 de agosto, foi justificada pelo DER-PE como um efeito do aumento do fluxo de veículos desde as chuvas do ano passado, já que, com o temporal de 2010, parte do trânsito na BR-101 teve que ser desviado para a malha estadual.

Já foi ventilado por parte do governo federal o interesse em federalizar a PE-60 e AL-101, em Alagoas, para duplicar a rodovia, criando assim uma via litorânea entre os dois Estados. O tema está em discussão no Senado.

RADARES

Também a partir de hoje, os motoristas que circulam pela Avenida Pan-Nordestina, em Olinda, devem ficar atentos. Dois radares eletrônicos perto do viaduto do Complexo de Salgadinho, no sentido Paulista e no sentido Recife, limitam a velocidade a 50 quilômetros por hora.

Segundo o DER, o objetivo é facilitar a travessia de pedestres. Quem ultrapassar a velocidade vai pagar multa de R$ 127,69. A infração é considerada grave e vale cinco pontos na carteira de habilitação.

Anúncios