Construção civil e TI são áreas promissoras no Recife

20110726-201526.jpg

Estudo do Sebrae feito pela FGV aponta 593 oportunidades de negócios na capital pernambucana

Recife – Construção civil, tecnologia da informação, comércio varejista e produção associada ao turismo são as quatro cadeias produtivas que mais vão gerar oportunidades de negócios com a Copa do Mundo de 2014 em Recife. A informação consta no estudo Programa Sebrae 2014: Mapa de Oportunidades para as Micro e Pequenas Empresas nas Cidades-Sede, divulgado nesta terça-feira (26), na sede do Sebrae em Pernambuco, no Recife.

O estudo tem como base um levantamento nacional, no qual foram identificados noves setores que irão promover mais de 900 oportunidades para o segmento das pequenas empresas nas 12 cidades-sede do evento esportivo.

Em Recife, são 593 oportunidades, distribuídas nas cadeias produtivas de oito setores: construção civil (128) tecnologia da informação (80), têxtil e vestuário (50), turismo (76), produção associada ao turismo (83), comércio varejista (79), agronegócios (55) e serviços (42).

Para o presidente do Sebrae Nacional, Luiz Barretto, o grande diferencial do estado é sua atuação no setor de tecnologia da informação, como o Porto Digital. Segundo ele, a instituição quer comemorar em 2014 não só o Brasil como vencedor da Copa, mas também o aumento da participação das micro e pequenas empresas (MPE) no Produto Interno Bruto (PIB), que hoje é de 20%. “Esse crescimento pode atingir de 25% a 30% do PIB. Temos condições de chegar a esses números. Será o grande legado. A participação das MPE na geração de emprego também pode crescer dos atuais 53% para 60%”, ressaltou.

Barretto afirmou que o Sebrae será um grande incentivador do processo de interação entre as MPE, as oportunidades identificadas, o governo e a sociedade civil organizada. Segundo ele, a instituição já tem articulado com a Odebrecht, responsável pela construção da Cidade da Copa, no município de São Lourenço da Mata, a 19 km de Recife, uma maneira de incluir as pequenas empresas como fornecedoras de produtos e serviços. Situação como esta ocorre na parceria que a instituição mantém há cinco anos com a Petrobras.

Compras governamentais

Para possibilitar esse ambiente de oportunidades, Luiz Barretto ressaltou que é preciso melhorar o ambiente legal, como as compras governamentais. “O Sebrae fará um trabalho contínuo de capacitação das micro e pequenas empresas até 2014. Para isso, serão investidos R$ 80 milhões. Elas não podem ficar fora dessa janela de oportunidades”, observou.

O presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae em Pernambuco, Pio Guerra, afirmou que o trabalho representa um marco para as ações que a instituição vai desenvolver nos próximos anos. “Com esse lançamento, daremos início à nossa caminhada. Trata-se de um projeto que potencializa a dinâmica econômica de Pernambuco por meio das oportunidades identificadas para o estado”, disse.

Recife é a quinta das 12 cidades-sede a receber o evento, que tem como objetivo motivar os empresários a se prepararem de forma planejada para aproveitarem as chances de crescimento e consolidação trazidas pelo mundial. A série de encontros já passou pelo Rio de Janeiro, Brasília, Cuiabá e Natal.

Regina Xeyla, enviada especial

Serviço
Agência Sebrae de Notícias: (61) 3243-7852/ 2107- 9110/ 3243-7851/ 9977-9529
Central de Relacionamento Sebrae: 0800 570 0800
http://www.agenciasebrae.com.br
http://www.twitter.com/sebrae
http://www.facebook.com/sebrae

Anúncios

Comente agora!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s