Usina Cucaú homenageada aos 120 anos

Os 120 anos da Usina Cucaú, no município de Rio Formoso, foram tema de homenagem durante sessão solene realizada ontem pela Assembleia Legislativa de Pernambuco (Ale­pe). O evento, que foi prestigia­do por diversas autoridades do Estado e representantes do se­tor sucroenergético, foi uma iniciativa proposta pelo deputado estadual Antônio Moraes   em função da importância que a unidade agroindustrial tem para a população da Zona da Mata Sul, gerando emprego e renda e contribuindo para o desenvolvimento da economia pernambucana.

“É muito raro encontrar uma empresa familiar que esteja funcionando há mais de um século gerando emprego em uma região onde a cultura da cana-de-açúcar é a principal mola para o aquecimento da economia dos municípios. Então, nada mais justo do que a homenagem a uma empresa que transcendeu muitas dificuldades”, declarou Antônio Moraes. De acordo com o patriarca da família Queiroz Monteiro, Armando Monteiro Filho, a Companhia Geral de Melhoramentos foi o órgão que possibilitou toda a trajetória da Cucaú, que desde 1943 está sob o comando de sua família chegando à quarta geração.

“Passamos por períodos de muitas dificuldades, mas sempre contamos com o apoio dos trabalhadores e dos fornecedores de cana para superar as crises vivenciadas pelo setor. A homenagem toca nossos corações, principalmente, porque nos sentimos realizados vendo que o progresso da empresa está seguindo adiante com a administração do meu filho, Eduardo Monteiro”, declarou, emocionado, Armando Monteiro Filho. Na ocasião, o atual responsável pelos negócios da Cucaú e presidente do Grupo EQM, Eduardo Monteiro, externou que a história de sua família se confunde com a história do setor açucareiro do Estado.

“Este é um momento muito feliz porque, para mim, é impossível pensar na evolução e melhoramento da cana-de-açúcar sem falar em meu tio, o engenheiro agrônomo Rômulo Monteiro. Foi através dele que começamos a testar diversas variedades de cana. Não teríamos bom rendimento se as variedades não fossem trazidas por ele”, enfatizou Monteiro. O empresário, que recebeu uma placa comemorativa do deputado Antônio Moraes,  agradeceu-lhe o apoio ao setor, quando muitos se envergonhavam em ser solidários, e afirmou que a companhia continuará sendo maior do que os desafios que estão por vir.

O superintendente do Sindicato da Indústria do Açúcar e do Álcool de Pernambuco (Sindaçúcar-PE), Marcelo Guerra, parabenizou o empresário e disse que a entidade se orgulha por contar com uma empresa que contribui com o desenvolvimento do Estado. Já o presidente do Sindicato dos Cultivadores de Cana de Pernambuco (Sindicape), Gerson Carneiro Leão, falou que a usina é um modelo de empresa familiar. “São poucos os empreendimentos administrados por uma família e que tenham todo esse tempo de fundação e de excelente gestão”, contou.

A sessão solene foi encerrada com a apresentação do grupo de deficientes visuais Visões do Forró, tocando a música “Pau de Arara”, de Luiz Gonzaga, acompanhados pelos forrozeiros Nádia Maia, Roberto Cruz e Andrezza Formiga.

Jamille Coelho | Folha de PE

One Comment

Comente agora!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s