O desafio para virar empreendedor

Jogo do Sebrae oferece aos estudantes de nove países a chance de criar e administrar a própria empresa

Luiz Barreto diz que estudante pode jogar em lan house. Foto: Euler Junior/EM/D.A Press

Empreender. Caminho certo para muitos, sucesso para poucos. Sair da faculdade e abrir o próprio negócio parece tentador, mas a distância entre formação profissional e experiência em administrar uma pequena empresa é longa e pode esconder surpresas desanimadoras como falta de verba, problemas de produção, maus investimentos e marketing sem foco. Para resolver essa equação, o Desafio Sebrae, cujas inscrições começam no próximo dia 6 de abril, oferece a possibilidade de estudantes de nove países da América Latina, incluindo o Brasil, criarem e administrarem suas próprias empresas, tomando decisões de fabricação, distribuição, publicidade, logística e comercialização dos seus produtos.

Participar do jogo, que pode ser baixado em qualquer computador, é simples. Basta estar matriculado em algum curso de graduação sequencial ou de formação tecnológica presencial, semipresencial e a distância em alguma instituição de ensino superior credenciada pelo Ministério da Educação (MEC) e se inscrever através do site http://www.desafio.sebrae.com.br. O cadastro custa R$ 50 por equipe. Na edição de 2011, todos os jogadores irão comercializar bicicletas. ´Você não precisa nem ter internet para jogar. Basta baixar o software em uma lan house e aguardar o início da competição, que começa em maio`, informou o presidente do Sebrae, Luiz Barreto.

Na primeira fase do desafio, as equipes – que podem ter de três a cinco competidores -, devem criar o nome da empresa e escolher o tamanho da fábrica. Após essa introdução, o jogo fica bem mais complexo e os jogadores começam a analisar currículos para contratação de funcionários, comprar insumos para a produção, definir os tipos de marketing e quanto dinheiro será investido em cada um (mala direta, folhetos, internet, etc). O próprio jogo fornece informações dos conceitos e do mercado, com guias, e-mails, matérias e relatórios.

´A ideia é que os jovens tenham uma oportunidade de colocar sua criatividade em prática, do seu jeito, e ver o resultado.Com o jogo, os futuros empreendedores conseguem desenvolver uma visão sistêmica de uma organização`, diz Marcelo Cunha, um dos coordenadores.

As finais ocorrem em cinco fases: classificatória estadual, semifinal estadual e final estadual, semifinal e final nacional. Permanecem na competição as equipes vencedoras de cada fase. As premiações são troféu e certificado, para os campeões estaduais na semifinal nacional, um Ipad e bolsas de estudo na Fundação Getúlio Vargas (FGV) para para cada integrante das oito equipes que chegarem à final nacional e uma viagem internacional para a equipe brasileira campeã.

Thatiana Pimentel | Diário de PE

Anúncios

Um comentário em “O desafio para virar empreendedor”

Comente agora!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s