NE deve crescer mais do que o Brasil nos próximos dois anos

A economia do Nordeste deve crescer 5,4%, em 2011 e 5%, em 2012. Nestes anos, a economia brasileira deve experimentar uma expansão menor, respectivamente de 5,3% e 4,5%.

A estimativa é do Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste (Etene), órgão do Banco do Nordeste. Os números estão divulgados na última edição do boletim Conjuntura Econômica.

A produção nordestina de grãos, por exemplo, poderá atingir 13,6 milhões de toneladas, para a safra 2010/11, significando uma expansão de 14,3% sobre a safra anterior.

A maioria dos estados da Região deverá registrar aumentos significativos neste setor, com destaque para Paraíba (702,8%), Ceará (159,6%), Rio Grande do Norte (92,0%) e Piauí (40,9).

A previsão otimista deve-se em grande parte ao registro do crescimento histórico da Região nos últimos anos. A produção física da indústria nordestina experimentou um incremento de 8,1% em 2010, comparativamente ao ano anterior.

Houve aumentos de produção exibidos pelas indústrias de máquinas, aparelhos e materiais elétricos (46,6%), refino de petróleo e álcool (17,4%), metalurgia básica (13,0%) e minerais não metálicos (11,6%).

Entre os estados, cabe destacar o incremento experimentado pela indústria de Pernambuco (10,2%), Ceará (9,0%) e Bahia (7,1%).

As exportações nordestinas também cresceram um pouco acima do índice registrado em nível nacional, atingindo o montante de US$ 15,9 bilhões, uma expansão de 36,6% sobre os valores do ano anterior.

Crédito

Ao longo dos doze meses de 2010, o Nordeste apresentou, seguidamente, o maior incremento no saldo dos seus empréstimos, comparativamente às demais regiões do País.

Em nível regional, o maior incremento nas operações de crédito, no período analisado, ocorreu no Piauí (37,6%), seguido pelo Ceará (35,8%), Sergipe (34,9%) e Maranhão (31,1%).

No final de dezembro do ano passado, o saldo das operações de crédito do Banco do Nordeste atingiu R$ 40,8 bilhões, superando em 12,6% o valor registrado em igual posição de 2009.

Entre os estados, os maiores aumentos no saldo dos empréstimos ocorreram no Piauí (28,7%), na Paraíba (27,4%), no Rio Grande do Norte (26,1%) e em Pernambuco (14,0%). (Tendências e Mercado do NE)

Comente agora!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: