Mercosul Line revisa para cima expectativa de movimentações

Diretor-geral da companhia estima total de 70 mil Teus até dezembro.

Navio Mercosul-Suape

A Mercosul Line Navegação e Logística Ltda. revisou para cima a expectativa de movimentação total de cabotagem para o ano. Segundo o novo diretor-geral da companhia, Roberto Rodrigues, o armador deve atingir a marca dos 70 mil Teus (unidade equivalente a um contêiner de 20 pés) até o final de dezembro. A previsão anterior era de 66 mil Teus – montante já superior ao registro consolidado do ano passado, quando a empresa escoou 39 mil Teus.

Em entrevista exclusiva ao Guia Marítimo, Rodrigues afirmou que a revisão na projeção anual de movimentações é justificada pelo incremento que o transporte de cabotagem teve no ano vigente. “Nos últimos meses tivemos um volume acima do que esperávamos. Setores como o de eletrônicos, resinas, embalagens pet e produtos para construção civil têm apresentado um crescimento, o que pode nos ajudar a superar a previsão inicial”, aposta o executivo.

Outro fator que se mostrou decisivo foi o VSA (Vessel Sharing Agreement, acordo de operação compartilhada) que a empresa iniciou em outubro com a Log-In Logística Intermodal S/A. Neste joint, a empresa do Grupo A.P. Möller-Maersk emprega três navios (Mercosul Manaus, Mercosul Santos e Mercosul Suape, todas com capacidade nominal para 2.500 Teus e 268 tomadas para carga refrigerada), enquanto que a Log-In utiliza uma embarcação, totalizando quatro unidades no serviço.

Segundo o diretor-geral da Mercosul Line, a nova frequência semanal nos portos de Imbituba (SC), Manaus (AM), Paranaguá (PR), Santos (SP), Suape (PE) e Pecém (CE) passou a oferecer melhor capacidade de movimentação de cargas, além de flexibilidade comercial e operacional. “A operação conjunta influiu diretamente no aumento de capacidade das duas empresas envolvidas”, atesta.

Serviço Riverplate

A companhia lançou recentemente o serviço Riverplate, uma conexão semanal com Buenos Aires. “Com ele, conectamos os portos brasileiros até a Argentina. Trata-se de uma rota recente, pois começamos a captar carga a partir da segunda quinzena de outubro”, informa Rodrigues.

O novo serviço – que compreende embarques dos portos nacionais de Manaus, Suape e Santos – futuramente deve impulsionar também o crescimento nos volumes de cabotagem, visto que parte das movimentações da navegação nacional é apoiada pelas cargas dos países do Mercosul.

Anúncios

Comente agora!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s