Gabriela Lopez // Folha de PE

O Banco do Nordeste (BNB) começou a oferecer empréstimos para Micro Empreendedores Individuais (MEIs) investirem nos negócios. Como ponto de partida, a instituição tem disponível R$ 100 milhões para atender à demanda. O limite do empréstimo é R$ 15 mil e, para adquirir, é necessário estar enquadrado na Lei Complementar 128/08, a do MEI, além de comprovar que está em atividade há, no mínimo, seis meses. A taxa de juros é fixa de 6,75% ao ano, com prazo de pagamento em até 36 meses.

A grande vantagem do serviço é a taxa de juros. Quem quitar as prestações dentro do prazo de pagamento ainda tem desconto de 25% para empresas localizadas no Semi-Árido e de 15% para organizações localizadas fora desta região. Com isso, os juros passam para 5,06% e 5,7% ao ano, respectivamente. O consumidor tem até 60 dias para começar a pagar. “Nosso objetivo é possibilitar que esse empreendedores, que eram informais, tenham as vantagens de uma empresa formalizada”, comenta a gerente de Desenvolvimento Territorial da Superintendência do BNB, Maria Clézia Pinto.

O superintendente do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Pernambuco (Sebrae-PE), Nilo Simões, observa que, com o novo financiamento, a oferta de crédito é desburocratizada. “Temos 25 mil empreendedores individuais formalizados em Pernambuco. Queremos chamar a atenção dos bancos privados para isso, estimulando uma competitividade saudável e oferta de crédito atrativa para estimular os empreendedores individuais”, completa. Além do BNB, o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal oferecem linhas de crédito para os MEIs.

Anúncios