Lições de empreendedorismo

Congresso vai reunir jovens empresários e estudantes para debater ideias e mostrar bons exemplos

Augusto Freitas

Jovens empresários que buscam enriquecer sua atividade e estudantes que sonham em sair da universidade com o desejo de empreender têm um encontro marcado neste fim de semana no Teatro Guararapes (Centro de Convenções), em Olinda. O 1º Congresso Pernambucano de Empreendedorismo: Jovens e Empreendedores (CJEPE) promete refrescar as ideias dos que querem botar em prática planos de incrementar, abrir o próprio negócio ou entrar no mercado de trabalho.

Para incentivar os participantes, nada melhor que ouvir depoimentos reais de quem virou sinômino de educação empreendedora com receitas simples, como David Portes, mais conhecido como “O camelô”, que morou na maior favela do Rio de Janeiro (Rocinha), virou empresário e hoje ministra palestras sobre atendimento e marketing no Brasil e no mundo. “O objetivo é mostrar que os jovens não devem ter medo de cometer erros e, ao mesmo tempo, aproveitar o momento econômico brasileiro e de Pernambuco para que eles empreendam através de estratégias ousadas e atitude”, contou Portes.

Formada há seis meses no curso de gastronomia, Clara Guerra, 20, é uma das inscritas no CJEPE e pretende atuar no setor de eventos. Ela já participou de cursos técnicos para a produção de doces e salgados e planeja, em breve, uma estadia de pelo menos seis meses na França para enriquecer o currículo. “Acho que todo empreendedor começa uma atividade aos poucos, mesmo em casa, até se expandir. Como os jovens têm dificuldades, principalmente financeiras, é importante conhecer desde cedo estratégias inovadoras de quem viveu experiências práticas de sucesso, como forma de incentivo”.

De acordo com Marcos Rodrigues, diretor da Guia de Ação, empresa especializada em práticas comportamentais e eventos de educação, uma das promotoras do congresso, a proposta dos encontros é ampliar o debate sobre a necessidade de uma educação empreendedora. “É preciso despertar o potencial empreendedor dos jovens favorecendo uma visão diferente do social”, explica. Rodrigues tambémdestaca que as palestras têm o objetivo de mostrar que a abertura de um negócio pode ser a saída para os jovens enfrentarem o desemprego. Também ajuda a expandir as discussões sobre o tema para além dos alunos de administração e tecnologia nas instituições de ensino.

O CPEJE terá debates com nomes conhecidos do universo do empreendedorismo e marketing pessoal. Além de David Portes, participam do evento, entre outros, Isabel Noblat, analista do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-PE), Drayton Nejaim, jornalista econômico, Jorge Côrte Real, presidente licenciado da Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco (Fiepe), Giovanni Di Carli, diretor agência Gruponove, e Guilherme Calheiros, diretor de inovação e competitividade empresarial do Porto Digital. A organização do congresso estima um público de 2 mil participantes nos dois dias de debates. (Diário de Pernambuco)

Anúncios

Comente agora!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s