Fundada Academia Escadense de Letras

Criada ontem a Academia Escadense de Letras – Casa Tobias Barreto

Um grupo de intelectuais do município de Escada – PE se mobilizou para criação da Academia de letras. A primeira reunião aconteceu no mês de fevereiro deste ano, na Câmara de Vereadores.

Um dos líderes do movimento literário para a criação da Academia é o escritor Luiz Minduca, autor do livro “Escada Riqueza de Pernambuco”. A historiadora Mariinha Leão, autora do hino do município, ocupará a cadeira nº 01, que tem como patrono o escritor Tobias Barreto que viveu em Escada por cerca de dez anos no final do século XIX.

A escritora Sevatil Lobo, freqüentadora assídua das academias de letras e artes do nordeste, também ocupará uma cadeira na academia escadense além de outros nomes que também farão parte do grupo de imortais da Escada, como o professor Serverino Lins, Valdeci Leocádio, Sebastião Araujo, professor Valdir Siqueira, Adriano Sales, Adolfo Correia, Dr. Marcos Galdino, a poetisa e psicografista Carminha Santos, Ana Neto e Luiz Ribeiro, entre outros nomes ligados às letras.

A fundação da Academia de Letras de Escada aconteceu ontem aproveitando as comemorações dos 137 anos de emancipação política do município, numa solenidade prestigiada por representantes das academias pernambucana e brasileira de letras e autoridades municipais.

Tobias Barreto

Tobias Barreto de Meneses nasceu em Campos, Sergipe, no dia 7 de junho de 1839, filho de Pedro Barreto de Meneses, escrivão de órfãos e ausentes da localidade e Emerenciana de Meneses

Mudou-se para o Recife e em 1864, matriculou-se na Faculdade de Direito do Recife, onde foi uma das figuras mais importantes do movimento intelectual conhecido como a Escola do Recife, formando-se em 1869.

Durante o seu período na Faculdade colaborou com os jornais O Acadêmico (1865); A Luta (1867); A Regeneração (1868); O Vesúvio (1869); Correio Pernambucano (1869), onde foram publicados artigos de filosofia. O Diario de Pernambuco também publicou várias de suas poesias e o Jornal do Recife, A Província e Correio do Norte, artigos de várias naturezas.

Casou-se, em 1868, com a filha de um coronel, proprietário de engenhos no município de Escada, Pernambuco, e antes de concluir o curso de Direito já estava com um filho de poucos meses.

Durante o ano de 1870 morou no Recife, onde redigiu o jornal O Americano e, em 1871, radicou-se na cidade de Escada, em Pernambuco, onde exerceu a advocacia e dedicou-se ao estudo da língua alemã, sendo um autodidata.

Como dono de uma pequena tipografia em Escada publicou os seguintes periódicos: Um Sinal dos Tempos (dez números, 1874); A Comarca da Escada (cinco números, 1875); Desabuso (cinco números, 1875); Aqui pra Nós (dois números, 1875); O Povo da Escada (três números, 1876); A Igualdade (um número, 1877) e Contra a Hipocrisia (dezesseis números, 1879)

Aos 43 anos mudou-se de Escada para o Recife, onde, em 1882, através de concurso, conseguiu uma cátedra na Faculdade de Direito do Recife. Desde então dedicou-se exclusivamente a ensinar Direito e a estudar Filosofia.

Morreu no Recife, no dia 26 de julho de 1889, com cinqüenta anos de idade. Seus ossos foram transportados para a cidade de Aracaju, Sergipe, e colocados em uma urna de bronze, embaixo de uma estátua erigida em sua homenagem.

Suas Obras completas, publicadas pelo Instituto Nacional do Livro, incluem os seguintes títulos: Ensaios e estudos de filosofia e crítica, 1975; Brasilien, wie es ist, 1876; Ensaio de pré-história da literatura alemã, Filosofia e crítica, Estudos alemãs, 1879; Dias e noites, 1881; Menores e loucos, 1884; Discursos, 1887 e Polêmicas, 1901.

Anúncios

2 comentários em “Fundada Academia Escadense de Letras”

  1. olá sou uma aluna da 6 serie estudo no costa e silva e gostaria de falar que o jornal de vcs é maravilhoso ok. parabéns eu estarei hoje a noite as 19 horas na igreja perto do costa.

  2. Parabenizamos pela Fundação da Academia de Letras de Escada, cidade que me acolheu na minha juventude e que tenho uma admiração muita grande. Desejamos Sucesso para todos os Acadêmicos.
    Amizade, paz e prosperidade.
    e Um forte Abraço
    Manuel Oliveira

Comente agora!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s