PERNAMBUCO INOVADOR É preciso informatizar para avançar no mercado

Pesquisa feita pelo Sebrae em parceria com o Itep aponta baixo grau de informatização das empresas locais. Objetivo do diagnóstico é estimular inovação nas cadeias produtivas

Os arranjos produtivos locais (APLs) de confecções, de fruticultura irrigada e do gesso apresentam um baixo grau de informatização, como mostra a pesquisa de Inserção Digital das Médias e Pequenas Empresas (MPE). Dos três setores citados, o que tirou o primeiro lugar foi o de confecções com uma média de 63%. A pesquisa foi realizada pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro Empresas (Sebrae) e pelo Instituto de Tecnologia de Pernambuco (ITEP) e teve como finalidade levantar um diagnóstico para oferecer soluções na área de TI. Essas soluções podem incluir desde o desenvolvimento de uma ferramenta específica para as empresas até a compra de um software já desenvolvido em outro lugar do mundo.

“Há um déficit de informatização. Esse é um problema real que a economia de Pernambuco vai ter que enfrentar”, comentou o presidente do Porto Digital, Francisco Saboya, na abertura do I Fórum Pernambuco Inovador, que ocorreu na última quarta-feira.

O polo gesseiro ficou em segundo lugar na pesquisa, apresentando um grau de informatização de 54%, enquanto a fruticultura irrigada registrou uma média de 10%. A fruticultura irrigada no polo do Vale do São Francisco tem pelo menos 1,7 mil empresas cadastradas pelo governo. Alguns compradores do exterior já exigem que os produtores locais façam um rastreamento online da sua produção.

Para medir o grau de informatização, a pesquisa comparou três indicativos: o uso do computador, da internet de banda larga e de um sistema de gestão ou de uma planilha para controlar algum processo da empresa como a compra de material, estoque, etc. Nos três setores, o grau de informatização ficou abaixo da média das empresas no Nordeste, que é de 71%.

Esse indicador baixo é ruim porque mostra que as empresas não estão usando as ferramentas de TI para aumentar a sua competitividade. “Uma pesquisa feita nos países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico aponta que os investimentos em TI realizados nas empresas geram um ganho de produtividade de 35%”, explicou Saboya. A (OCDE) é um grupo formado por 31 países que tem renda alta e democracia.

COMÉRCIO ELETRÔNICO

O baixo grau de informatização foi um dos temas do primeiro fórum do projeto Pernambuco Inovador que também discutiu o comércio eletrônico. “O comércio no Estado está crescendo rapidamente, mas a modernização do setor (usando TI) anda num passo mais lento”, afirmou o consultor econômico da Federação do Comércio do Estado de Pernambuco (Fecomércio-PE), Luiz Kehrle.

No evento, Kherle apresentou um estudo mostrando que 18% das pessoas entrevistadas usam o comércio eletrônico na Região Metropolitana do Recife (RMR). O levantamento consultou 550 pessoas e apontou que o preço é a variável chave que faz os consumidores optarem pelas vendas online.

Em 2009, o comércio eletrônico foi usado por 50 milhões de consumidores em todo o País. “Desde 2001, o e-commerce está crescendo a uma taxa média de 40% por ano nos Estados Unidos. O crescimento da economia no Brasil está abrindo novas oportunidades para as empresas de tecnologia transformarem inovação em negócios nessa área”, comentou o sócio-fundador da NeuroTech, Germano Vasconcelos. A NeuroTech oferece soluções de TI para o mercado financeiro, o comércio (incluindo análise de crédito), serviços e governo.

Usar as ferramentas de TI pode contribuir para reduzir custos nas vendas na internet. Na sua palestra, Vasconcelos citou que a revisão manual das operações do comércio eletrônico – para checar se há alguma fraude – realizada dos Estados Unidos requer um investimento 20% maior, anualmente, somente para manter a eficiência. “Isso mostra a necessidade de ferramentas tecnológicas para aumentar a eficiência dessa análise”, concluiu. (Jornal do Commercio)

Anúncios

Comente agora!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s