Pequenas empresas sustentaram geração de empregos em 2009

As micro e pequenas empresas, menos atingidas pelos efeitos da crise econômica mundial, foram responsáveis pelo saldo positivo de geração de empregos formais do país em 2009. Enquanto esse setor da economia encerrou o ano com 1,023 milhão de novas vagas, as médias e grandes empresas chegaram ao fim de 2009 com 28.279 postos a menos.

A constatação faz parte da análise realizada pelo Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), com base nos dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), divulgado na semana passada pelo MTE (Ministério do Trabalho e Emprego). O levantamento apontou que foram criados, ao todo, no País, 995.110 novos postos de trabalho.

“As micro e pequenas empresas vêm contribuindo cada vez mais para a geração de emprego e renda no país, mas no ano passado, pela primeira vez, foram responsáveis pelo saldo positivo”, diz a gerente de estudos e pesquisas do Sebrae, Raíssa Rossiter. “Elas compensaram as perdas verificadas entre as grandes companhias, que por dependerem mais da demanda do mercado global foram diretamente afetadas pela crise”.

A gerente do Sebrae acredita que esse movimento foi impulsionado por medidas adotadas pelo governo nos últimos anos, que permitiram a ampliação do poder de compra da população. Entre elas, o aumento do salário mínimo, a expansão do crédito e a implementação de programas de transferência de renda, como o Bolsa Família. (Portal Santander Empreendedor)

Anúncios

Comente agora!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s