Oito empresas pernambucanas receberam, na noite da última quinta-feira, o Prêmio de Competitividade para Micros e Pequenas Empresas – MPE Brasil 2009. Promovida pelo Sebrae e pela Gerdau Açominas, a décima edição da homenagem destacou os melhores desempenhos em gestão durante o ano vigente em seis categorias: saúde, educação, comércio, serviços, indústria e responsabilidade social. Todas as empresas vencedoras estão automaticamente disputando a edição nacional do prêmio, marcada para março do próximo ano.

Na categoria serviços de educação, a vencedora foi a Escola Saber, localizada em Petrolina. “Esta foi a terceira vez que disputamos a final deste prêmio. Isso mostra que nós estamos no caminho certo tentando equilibrar uma gestão eficiente e competitiva, sem comprometer a qualidade no ensino infantil e fundamental”, disse a diretora do estabelecimento, Socorro Castro.

Do ramo de alimentação, a rede de fast-food Jullieto ganhou em duas categorias: comércio e responsabilidade social. Também Na categoria comércio, foi premiada a farmácia de manipulação Malva Doce, de Garanhus. Ainda na área de manipulação de medicamentos, a Simpharma, de Arcoverde, venceu a categoria serviços de saúde.

Na categoria serviços, foram três empresas vencedoras: Sermantec (Recife), Líder Assessoria (Arcoverde), A.C.E Consultoria (Recife). No setor de indústria, a premiada foi a Edilimp, que fabrica produtos de limpeza em Arcoverde.

“A forte presença das empresas do interior na premiação mostra que a informação tem sido difundida igualmente em todo o Estado”, avaliou o superintendente de Sebrae, Nilo Simões. Entre as oito premiadas, apenas duas atuam na capital.
Este ano, o MPE Brasil contou com a inscrição de 1.746 empreendimentos do Estado. Os vencedores foram escolhidos numa lista de 27 finalistas por um júri de 41 avaliadores. (Jornal do Commercio)

Anúncios