Pernambuco tem atlas eólico

20130428-163808.jpg

Pernambuco tem a capacidade de gerar até 4GW de energia eólica com eficiência de primeira linha. A novidade foi apresentada pela meteorologista e diretora da Aeroespacial, Caaren Studzinski, durante a apresentação do Atlas Eólico de Pernambuco, na PE Business Energias Renováveis, conferência que debateu o potencial do setor de energia renovável. Durante os dias 17 e 18 de abril, o Centro de Convenções recebeu cerca de 200 pessoas, entre especialistas, representantes do Governo de Pernambuco, Ministério de Minas eEnergia e representantes de empresas nacionais e internacionais para discutirem o fomento de novos negócios e a importância das fontes renováveis como vetor do desenvolvimento técnico, econômico, social e ambiental.

De acordo com Caaren, que produziu o documento, o Atlas não só indica a existência de bons ventos, mas também analisa quais áreas
possuem potencial para a instalação de parques. Tudo isso levando em conta o relevo, o clima, a infraestrutura disponível para logística, redes de transmissão e até mesmo o índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do local. Caaren destaca que o estudo leva em consideração dados técnicos locais analisados por profissionais que conhecem o clima e as características específicas da região.

De maneira geral, esse potencial de geração eólica pode ser maior se forem considerados os lugares onde não há condições geográficas para a instalação de um parque industrial. “Já identificamos bons ventos na Zona da Mata Norte e no Sertão. A chegada desses projetos serviriam como potencializador para o desenvolvimento das comunidades locais”, destaca Caaren.

Segundo ela, o potencial pernambucano ainda não chamou a atenção do mercado pelo comodismo de pensar que o bom vento só seria encontrado no litoral. “Temos ventos no Interior, com um maior índice de capacidade, melhor relação custo X benefício e sem enfrentar problemas ambientais tão severos”, explica.

Entre os debatedores estiveram representantes de empresas como Impsa, ABEEólica, Chesf, Gestamp, Renova Energia, Ministério de
Minas e Energia, Empresa de Pesquisa Energética, da Agência de Meio Ambiente, Sudene, BNDES, LM Wind Power do Brasil e Queiroz Galvão. No segundo dia de conferência, houve também uma rodada de negócios. A PE Business aconteceu dentro da 5ª edição da Forind NE.

AMBIENTE ENERGIA

About these ads
,

Conecte-se

Assine o nosso feed RSS e perfis sociais. (Subscribe to our RSS feed and social profiles.)

One Comment em “Pernambuco tem atlas eólico”

  1. vanecio Says:

    Sou proprietário de 14 hectares de terras altas e de ventos fortes na cidade de Guarabira na Paraíba, e quero alugar para empresa de Energia Eólica. Contato: 083-8725-0313 / 9992-8613 Vanecio.

    Resposta

Comente agora!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 6.098 outros seguidores