CHESF fecha parceria com agência alemã

23/05/2012

OUTROS TEMAS

A Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf) fechou uma parceria técnica ontem com a Agência de Cooperação Internacional da Alemanha (GIZ) e do Banco de Desenvolvimento da Alemanha (KsW). Isso vai permitir a transferência de tecnologia que será usada para certificar as estações solarimétricas – usadas para medir a radiação solar –, as quais a estatal implantou em algumas das suas subestações de energia do Semi-árido localizadas no Piauí, Pernambuco, Ceará e Rio Grande do Norte.

“A vantagem dessa cooperação é que essas estações ficarão dentro de um padrão internacional com o apoio dessas instituições”, disse o chefe do Departamento de Tecnologia e Desenvolvimento de Alternativas de Geração da Chesf, Pedro Bezerra. Os técnicos da agência e do banco visitaram ontem a sede da Chesf no Recife. Segundo Bezerra, a visita já é a segunda etapa de um projeto desenvolvido entre as duas instituições alemães e mais 10 organizações do País, incluindo a Chesf.

A estatal já investiu R$ 1,5 milhão para implantar as estações que medem a radiação solar. “Estamos fazendo uma pesquisa aplicada voltada para a inserção tecnológica comercial”, afirmou Pedro. Atualmente, a venda de energia feita no Brasil ocorre num ambiente regulado. Ainda não existem leilões para comercializar esse tipo de energia. No entanto, a expectativa de executivos que atuam no setor é que ocorra com a energia solar o mesmo que aconteceu com a eólica, que há cinco anos era considerada inviável economicamente. Hoje, o governo federal faz leilões para contratar a energia gerada pelos ventos que ficou mais barata.

A Chesf também desenvolve um projeto que será implantado em Petrolina para gerar energia solar fotovoltaica. A diferença entre a energia solar fotovoltaica e a heliotérmica é que a primeira transforma diretamente a luz do sol em energia elétrica, utilizando placas que captam a radiação. Já a energia heliotérmica é gerada de forma concentrada aproveitando a radiação do sol, refletida por espelhos, que se concentram em um foco e produz calor. Nesse caso, o calor produz vapor e gera energia. Existem plantas comerciais de energia heliotérmica em países como Espanha, Israel, Estados Unidos e Índia, entre outros. Na Alemanha, há unidades em fase experimental.

JORNAL DO COMMERCIO

About these ads

Conecte-se

Assine o nosso feed RSS e perfis sociais. (Subscribe to our RSS feed and social profiles.)

Nenhum comentário ainda.

Comente agora!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 5.959 outros seguidores