IBG inaugura fábrica com planos de expansão

Indústria de gases começa a operar no próximo mês em Suape sua primeira fábrica na região Nordeste

A Indústria Brasileira de Gases (IBG) inaugura no próximo mês sua primeira fábrica no Nordeste. A nova unidade ocupa uma área de 12 mil metros quadrados no Complexo Industrial Portuário de Suape. O investimento nesta primeira fase é de R$ 2,7 milhões, com previsão de gerar 30 empregos. Dependendo da resposta do mercado, o empreendimento poderá ter uma segunda fase, com aporte de mais R$ 20 milhões e geração de outras 30 vagas.

A fábrica da IBG vai produzir gás carbônico (CO2), oxigênio, nitrogênio, argônio, óxido nitroso, hidrogênio, acetileno, misturas de gases e gases especiais, utilizados por hospitais e indústrias. Segundo o presidente, Newton de Oliveira, o foco inicial será a produção de CO2, para atender à demanda da indústria de bebidas. O insumo é utilizado na fabricação de águas gaseificadas, refrigerantes e cervejas.

“Esperamos que essa fábrica signifique 15% do nosso faturamento com o CO2. Considerando todos os produtos, a unidade pernambucana deverá significar cerca de 5% do nosso negócio”, diz Newton. A IBG é a única indústria 100% nacional do setor. “Trata-se de um mercado bastante disputado. Concorremos com as quatro maiores multinacionais do mundo”, completa o executivo.

A unidade de Suape também vai abrigar uma nova estação de enchimento. Até então, a empresa possuía apenas uma estação desse tipo no estado, que funcionava há sete anos no bairro da Imbiribeira, no Recife. “O custo do frete é muito impactante no nosso negócio. Trazer os gases de São Paulo tornava os produtos menos competitivos”, conta o presidente da IBG.

Os gases que abasteciam a estação de enchimento da Imbiribeira vinham da fábrica da IBG em Jundiaí (SP). A cada ano, a demanda por gases industriais e medicinais não para de crescer e surgiu a necessidade de ter uma fábrica na região. A planta de Suape abastecerá empresas do Ceará à Bahia, inclusive indústrias químicas e petroquímicas (com o nitrogênio), estaleiros e metalúrgicas (com o acetileno e o oxigênio, que quando combinados são utilizados em operações de solda e corte).

No país, a IBG possui dez fábricas espalhadas pelos municípios paulistas de Jundiaí e Descalvado e em Goiânia (GO), além de 15 estações de enchimento. Sua carteira de clientes é composta por mais de três mil empresas. A expansão da companhia teve início em 2005, com a implantação da planta Fox III em Jundiaí. Desde então, mais de US$ 57,3 milhões foram destinados a novos projetos fabris.

Micheline Batista – Diário de Pernambuco

About these ads

Conecte-se

Assine o nosso feed RSS e perfis sociais. (Subscribe to our RSS feed and social profiles.)

One Comment em “IBG inaugura fábrica com planos de expansão”

  1. Juliana Silva Silveira Says:

    Prezados,

    Pedimos gentilmente informar contatos de pessoa com poder de negociação de valores de importação alfandegada de maquinários, produtos importados pela IBG pelo Porto de Suape. Desde já agradeço pela atenção!

    Resposta

Comente agora!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 6.031 outros seguidores