Estado veta viaduto único

10/01/2012

CIDADES

Governo descartou proposta apresentada por empresários da Avenida Agamenon Magalhães e manteve projeto de 4 elevados

O governo do Estado rejeitou a proposta de construção de um viaduto sobre o Canal Derby-Tacaruna (acompanhando o trajeto do curso d’água) apresentada por empresários, comerciantes e moradores do entorno da Avenida Agamenon Magalhães, na área central do Recife. A ideia era substituir os quatro viadutos transversais à via, projetados pelo governo, por um estrutura única com 2,2 quilômetros de extensão, da Rua Buenos Ayres ao Hospital Português.De acordo com técnicos estaduais que analisaram o documento, a proposta da comunidade não ajuda a reduzir os congestionamentos nas áreas de cruzamento da Agamenon Magalhães com as vias transversais. Também alegam falta de dados de simulação de tráfego e de circulação de veículos. A informação, segundo eles, é fundamental para embasar um projeto de mobilidade urbana.

A proposta, argumentam os técnicos, não apresenta custos de execução e não exclui os semáforos existentes nos cruzamentos da Agamenon Magalhães. Dessa forma, os veículos permaneceriam com a mesma velocidade de agora. Outro ponto negativo seria a proximidade do viaduto com a Praça do Derby, área histórica da cidade.

No parecer emitido pelo Estado os técnicos fazem a seguinte observação: “Não estão previstas estações ou paradas do transporte coletivo no viaduto, nem mesmo os acessos do pedestre, o que compromete a funcionalidade de todo o sistema viário e de transeuntes.”

Procurado para comentar a resposta do governo, o presidente do Clube Português, Luiz Vilella, disse que a comunidade fez apenas uma sugestão. “Não enviamos um projeto completo, mas uma proposta para ser discutida e desenvolvida pelo Estado”, esclarece.

Moradores dos edifícios localizados nas áreas onde o governo pretende construir os quatro viadutos estarão no Ministério Público Estadual às 15h de hoje, para discutir o assunto. Na quinta-feira haverá uma reunião com o grupo completo, às 18h, no Clube Português.

“O clube vai perder uma área pequena, mas há uma compensação financeira, com o pagamento da desapropriação. Porém, os moradores serão muito prejudicados porque terão seus imóveis desvalorizados”, destaca Luiz Vilella.

O projeto de construção dos quatro viadutos faz parte do Programa Estadual de Mobilidade Urbana (Promob) e da implantação do Corredor Norte-Sul, pista exclusiva para ônibus que vai ligar o município de Igarassu ao bairro de Cajueiro Seco (Jaboatão dos Guararapes), passando pela Avenida Agamenon Magalhães.

A obra de implantação da primeira fase do corredor (da BR-101 Norte, em Igarassu, até a Avenida Cruz Cabugá, no Recife) começou sexta-feira passada. A segunda etapa está prevista para março, com a construção dos viadutos, segundo informações repassadas pela Secretaria Estadual das Cidades.

Com os elevados, o governo pretende melhorar a qualidade do transporte público de passageiros na Região Metropolitana do Recife e tentar diminuir os engarrafamentos na via. Quer, ainda, aumentar a velocidade dos veículos que trafegam na Agamenon Magalhães.

A velocidade no sentido Olinda-Boa Viagem que hoje é de 20,9 quilômetros por hora chegaria a 30,3 km/hora. No sentido contrário, a velocidade média passaria de 18,2 km/hora para 33,7 km/hora. Isso representa um ganho de 54% na velocidade média do trânsito, nesse trecho da via. (Diario de Pernambuco)

About these ads

Conecte-se

Assine o nosso feed RSS e perfis sociais. (Subscribe to our RSS feed and social profiles.)

Nenhum comentário ainda.

Comente agora!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 6.168 outros seguidores