Indústrias aguardam os jovens

Existem hoje vários programas para aqueles interessados em trabalhar num dos setores que mais crescem no Estado

Lara Holanda

O ano começa com boas oportunidades para os jovens que desejam ingressar na indústria. Há oportunidades de cursos desde o ensino médio até o pós-doutorado. No Estado, o Serviço Social da Indústria (Sesi) está com inscrições abertas para seleção do Programa Educação Básica e Educação Profissional (Ebep 2012), que oferece cursos gratuitos de Ensino Médio Regular e Cursos Técnicos em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai-PE).

Já a Confederação Nacional da Indústria (CNI) está com 6 mil bolsas de estudos no exterior para estudantes de graduação, mestrado, doutorado e pós-doutorado das áreas de ciências e tecnologias. As inscrições estão abertas e vão até 15 de janeiro.

O Sesi-PE inscreve até 6 de janeiro para a seleção do Programa Educação Básica e Educação Profissional (Ebep 2012). São 400 vagas gratuitas de ensino médio associado a cursos técnicos oferecidos pelo Senai-PE. As inscrições custam R$ 20.

Os aprovados começam a cursar o ensino médio já a partir de 2012 no Sesi e, a partir de 2013, começam os cursos técnicos no Senai. Há vagas para curso técnico em administração, alimentos, vestuário, eletromecânica, eletrotécnica, produção de moda, refrigeração e climatização, manutenção automotiva, química, têxtil, eletrônica, além de gestão de processos industriais com especialização em gesso. Com a conclusão de todas as etapas do curso escolhido, do estágio supervisionado e do Ensino Médio, o participante tem direito ao diploma de Técnico de Nível Médio.

As unidades do Sesi que estão com cursos disponíveis são as de Caruaru, Paulista, Petrolina, Araripina, Ibura e Casa Amarela. Já os cursos técnicos serão nas unidades do Senai de Caruaru, Paulista, Petrolina, Araripina, Areias e Santo Amaro. Os alunos que cursam regularmente o curso técnico no Senai podem ser contratados por empresas da indústria como jovens aprendizes.

Os interessados de baixa renda podem solicitar isenção do pagamento da taxa, mas devem atender aos pré-requisitos indicados no edital. Os candidatos devem ter no máximo 17 anos até o dia 31 de dezembro passado e apresentar documento comprobatória de conclusão da 8ª série (9º ano). O Programa Ebep-PE reserva 3% do total de vagas ofertadas às pessoas com deficiência. O edital está disponível no site http://www.pe.sesi.org.br.

Já a CNI financia 6 mil das 101 mil bolsas do programa federal Ciência sem Fronteiras, lançado em dezembro. O programa financia a formação de estudantes brasileiros no exterior nas áreas de ciências e tecnologias. Há oportunidades para estudantes de graduação, mestrado, doutorado e pós-doutorado.

Outras instituições do setor privado financiam 20 mil bolsas de estudo do programa federal. As 75 mil bolsas restantes são financiadas pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Ensino Superior (Capes) e Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), responsáveis pelo Ciência sem Fronteiras.

O edital com 12,5 mil vagas está com inscrições abertas até 15 de janeiro. Podem se inscrever alunos de cursos tecnológicos nos níveis de graduação, mestrado, doutorado e pós doutorado de qualquer instituição de ensino superior. Os selecionados serão enviados para universidades na França, Inglaterra, Estados Unidos, Itália e Alemanha. Um outro edital do programa selecionará jovens talentos e pesquisadores do exterior que queiram vir para o Brasil realizar pesquisas.

O primeiro edital do Ciência sem Fronteiras já selecionou 1,5 mil estudantes que farão cursos de graduação tipo sanduíche um período do curso no exterior e outra parte no Brasil. Mais de 800 jovens viajam agora em janeiro. E o restante, em julho deste ano. (PE Investimentos)

AGEFEPE faz primeiro financiamento

Sete meses depois de criada, a Agência de Fomento do Estado de Pernambuco (Agefepe) realizou sua primeira operação de crédito. Foram liberados R$ 100 mil para o Projeto Acreditar, que atua com jovens empreendedores na região da Bacia do Goitá, no Agreste. Com 10 anos de atuação, o projeto vai beneficiar um grupo de 400 pessoas.

O presidente da Agefepe, Agnaldo Nunes, diz que o financiamento vai permitir que esses jovens iniciem suas vidas como empreendedores. “O grupo é formado principalmente por mulheres que vão montar negócios como salão de beleza, confecções e algumas atividades rurais. A operação terá duração de 24 meses, com carência de 3 meses para começar a pagar e juros de 2% ao ano, além da TJLP”, explica. O executivo diz que a agência demorou a dar a partida em função da necessidade de adequar sistemas e pelo fato de estar entrando em contato pela primeira vez com os clientes. “Estamos com operações engatilhas nos segmentos de metalmecânica, alimentos, confecções e água mineral, que deverão totalizar R$ 3 milhões em financiamento”, adianta. A previsão é assinar os contratos no primeiro trimestre de 2012. Com capital inicial de R$ 35 milhões, a Agência tem previsto mais R$ 19 milhões para 2012. “Nosso plano de capitalização prevê um ingresso de pelo menos R$ 15 milhões por ano.

Reservas internacionais cresceram 22% em 2011

 

As reservas internacionais do País cresceram 22% em 2011 em relação a 2010. Dados divulgados hoje pelo Banco Central mostram que o montante passou de US$ 288,575 bilhões no fim de 2010 para US$ 352,012 bilhões no último dia do ano passado no conceito de liquidez internacional, com aumento de US$ 63,4 bilhões.

 

A taxa de crescimento observada no ano passado é comparável à evolução vista nos dois anos anteriores, já que em 2010 as reservas cresceram 21% e, em 2009, avançaram 23,1%.

 

Com o resultado, as reservas internacionais brasileiras aumentaram pelo 11º ano consecutivo. Ou seja, o montante avança ininterruptamente desde 2001. Nesse período, o valor saltou impressionantes 966,3% e aumentou mais de dez vezes.

 

As reservas, porém, não fecham o ano no maio patamar da história. Sem compras de dólar no mercado à vista desde 13 de setembro, o montante tem oscilado pouco nos últimos meses e acompanha, apenas, a oscilação do valor de mercado dos ativos que compõem as reservas, como os títulos da dívida dos Estados Unidos e outros países. O maior patamar das reservas na história ainda é o de 1º de setembro de 2011, quando o saldo atingiu US$ 353,460 bilhões.

Copyright © 2012 Agência Estado. Todos os direitos reservados.

Arena Pernambuco tem 30% da obra concluída

20120112-105443.jpg

Construção do estádio em São Lourenço da Mata, região metropolitana do Recife, chega a 2012 com terraplanagem executada e fundações em 85,4%

A Arena Pernambuco encerra o ano de 2011 com 30% das obras concluídas. Com 2.115 funcionários trabalhando, em turnos de diurnos e de noturnos, o objetivo é entregar a arena a tempo da Copa das Confederações, que acontece em junho de 2013. A terraplenagem, que sofreu atrasos por contas das chuvas de inverno, está concluída. As fundações estão em fase final, com um avanço físico de 85,4% e previsão de que fiquem prontas no começo de 2012.

O avanço físico da estrutura da arena é de 28,5% e a previsão é que esta fase avance rapidamente em 2012. Para garantir a aceleração da estrutura, foi instalada uma central própria de corte e dobra de aço e a fábrica de pré-moldados foi ampliada. Para montar as peças de pré-moldados, o canteiro conta com dois guindastes de 150 toneladas e um de 200 toneladas. Até abril chegaram mais dois guindastes com capacidade de 400 toneladas

O número de funcionários deve chegar a 2.500 no pico da obra, que deve ocorrer entre fevereiro e março do ano que vem. O mês de dezembro foi marcado pela instalação dos primeiros lances de arquibancada da arena. Os 24 mil m² de arquibancada começam a ser preenchidos e a expectativa é que fique pronta em novembro de 2012.

* Fonte: copa2014.gov.br

Balança comercial: superávit de 2011 foi de US$ 29,79 bi

 

A balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 29,790 bilhões em 2011 (47,8% maior que em 2010), segundo informou hoje o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). O saldo da balança no ano passado ficou acima das estimativas do mercado, conforme apurou o AE-Projeções (US$ 27 bilhões a US$ 28,1 bilhões). Em 2010, o saldo acumulado da balança foi positivo em US$ 20,155 bilhões.

O resultado do superávit em 2011 é fruto de exportações de US$ 256,041 bilhões e de importações de US$ 226,251 bilhões. Com isso, o governo não conseguiu cumprir a meta para o ano em exportações, de US$ 257 bilhões. No início do ano, a expectativa era de que os embarques externos brasileiros somassem US$ 228 bilhões. Depois, foi elevada para US$ 245 bilhões e, em agosto do ano passado, a meta foi revisada para US$ 257 bilhões.

Em dezembro, o superávit comercial foi de US$ 3,817 bilhões, resultado de importações de US$ 18,312 bilhões e exportações de US$ 22,129 bilhões. Nos dois casos os valores são recordes para o mês.

Copyright © 2012 Agência Estado. Todos os direitos reservados.

144 postos em 29 municípios comercializarão o DIESEL S-50 em Pernambuco

20120102-160615.jpg

Foi divulgada nesta segunda-feira (02/01), a lista de postos de serviços Petrobras que irão comercializar o Diesel S-50, produto com baixo teor de enxofre, a partir deste mês. Todos os estados brasileiros serão contemplados.

A lista ainda passará por modificações ao longo do tempo, mas já pode ser acessada no site da Petrobras Distribuidora aqui, no tópico “onde encontrar”, que será atualizado conforme haja mudanças. ”Certamente, ao longo do tempo, a quantidade de postos vai aumentar à medida que o consumo também crescer”, informa o presidente da Petrobras Distribuidora, José Lima de Andrade Neto.

A rede é planejada levando em conta as distâncias entre os pontos de abastecimento, de forma que o motorista tenha facilidade em encontrar o produto – obrigatório para a nova geração de motores a diesel produzidos pelas montadoras, especialmente caminhões e ônibus – e, com ele, o Arla 32. Trata-se de um fluído à base de ureia que tem como objetivo de reduzir as emissões e que será comercializado pela Petrobras Distribuidora com a marca Flua.

Além do diesel S-50 e do Flua, a subsidiária está disponibilizando para os novos motores (Euro 5/Proconve 7) o lubrificante Lubrax Advento.

Economista da FGV prevê inflação menor em 2012

 

Da Agência Brasil

O coordenador do Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S), Paulo Picchetti, do Instituto Brasileiro de Economia (Ibre) da Fundação Getulio Vargas (FGV), acredita que o ritmo de inflação em 2012 irá cair em comparação ao de 2011. No entanto, ele observa que neste começo do ano, como tradicionalmente ocorre, os gastos com os reajustes das mensalidades escolares vão pressionar o orçamento doméstico.

A previsão dele para o ano é que a taxa fique em 5,2%, praticamente o mesmo patamar previsto por analistas do mercado financeiro para o Índice de Preços ao Consumidor da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), 5,22%, segundo o boletim Focus do Banco Central. A projeção para o IPC-S está abaixo da variação estimada pelos analistas para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), 5,32%.

Em 2011, o IPC-S encerrou o ano com alta de 6,36%, resultado acima do registrado em 2010 (6,24%). De acordo com Picchetti, essa variação ficou dentro do esperado. O economista explicou que, ao longo do ano, a velocidade da inflação foi impulsionada mais pelos preços administrados e serviços do que pelos alimentos, que sempre têm maior peso na composição do índice.

Para janeiro, ele prevê uma alta de 1,2% no IPC-S. “Em janeiro, além do peso das novas mensalidades escolares, temos a incorporação dos gastos com IPVA [Imposto Sobre Propriedade de Veículos Automotores] e IPTU [Imposto Predial e Territorial Urbano] e este ano não vai ser diferente”, destacou Picchetti.