Suape insere PE na cadeia produtiva do petróleo

Carro-chefe dos projetos estruturadores em Pernambuco, Suape é a entrada do Estado na cadeia nacional de petróleo, que já representa 60% dos investimentos industriais no País. Com o pré-sal, o Brasil está entre os maiores produtores mundiais de petróleo. Inserir Pernambuco nesse mercado é a oportunidade de impulsionar o PIB estadual, que deve triplicar nos próximos 25 anos.

E a Refinaria do Nordeste Abreu e Lima (Rnest), maior emprendimento do Complexo de Suape, é um exemplo dessa inserção. Na última sexta-feira, finalmente foi anunciado o acordo estabelecido entre o Brasil e a Venezuela. Além da Petrobras, agora a estatal venezuelana PDVSA vai entrar com investimentos na construção da refinaria, que está com 35% das obras concluídas.

“Mesmo sem ter poços de petróleo, Pernambuco atrelou sua economia a essa matriz energética com a refinaria e a petroquímica”, destaca o consultor Francisco Cunha, da Consultoria TGI. De acordo com a Consultoria IHS Cera, o Brasil lidera o ranking mundial das maiores descobertas de petróleo, que deve se manter entre as principais matrizes energéticas do mundo nos próximos 50 anos.

Pelas projeções do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), o País deve crescer a um ritmo de 5,8% ao ano até 2015, enquanto o crescimento da economia mundial deve ser de 3,5%.

Com um investimento estimado em mais de R$ 21 bilhões, a Rnest deve ficar pronta em 2013. Pelo acordo firmado em 2005 entre a Petrobras e a PDVAS, a estatal brasileira entraria com 60% dos investimentos para a construção da fábrica, enquanto a estatal venezuelana investiria 40%.

Entretanto, até agora apenas a Petrobras entrou com recursos, tendo feito um empréstimo de R$ 10 bilhões no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). A expectativa agora é que até a data-limite de 30 de novembro a PDVSA realize o depósito.

A refinaria deve começar processando 65 mil barris de petróleo por dia, sendo que metade de sua produção deve ser destinada à Venezuela. Além de coque, nafta e gás liquefeito de petróleo (gás de cozinha), a Rnest vai processar óleo diesel com baixo teor de enxofre, que vai representar 20% do consumo do País.

“A refinaria será a primeira unidade da Petrobras a adotar o sistema Snox, que retém o enxofre e o nitrogênio emitidos nos processos de refino”, enumera Marcelino Guedes, presidente da Rnest.

Por Lara Holanda / PE Investimentos

Governo assina protocolo de intenções para instalação de termelétrica em Suape

20110912-232638.jpg

Nesta terça-feira (13), o governador Eduardo Campos deve assinar um protocolo de intenções com a Star Energy Participações, do Grupo Bertin, para a instalação da terceira e maior usina termelétrica a ser instalada no Complexo de Suape – a Unidade de Geração de Energia Termelétrica e Terminal de Armazenagem de Granéis Líquidos. O empreendimento terá um investimento de R$ 2 bilhões e sua capacidade será de 1.452 MW (megawatts).

O projeto do Terminal de Armazenagem de Granéis Líquidos está diretamente relacionado ao da Termelétrica, que utilizará óleo combustível, mas permitirá a movimentação de outros insumos, ampliando a capacidade de armazenagem do Polo de Granéis Líquidos em Suape.

A usina vai gerar 500 empregos diretos e dois mil indiretos. Na fase de execução da obra, devem ser geradas ainda quatro mil vagas na construção civil.

Começa obra da PE-60

Trabalho de recuperação da rodovia, que dá acesso às praias do Litoral Sul e a Suape, começa hoje. Agentes vão orientar motoristas e serviço deve ficar pronto em fevereiro

Principal via de acesso às praias do Litoral Sul e ao Complexo Portuário de Suape, a rodovia estadual PE-60, que se encontra castigada por fendas e buracos de todos os tamanhos, vai começar a ser recuperada hoje. Os primeiros 10,2 quilômetros, a partir do km 0, no entroncamento com a BR-101, no Cabo de Santo Agostinho, Grande Recife, passarão por manutenção, orçada em R$ 15,7 milhões com recursos pelo governo federal. Para realizar as obras, que começam pelas vias laterais, será preciso interditar alguns trechos da pista. A intervenção será executada pelo Departamento de Estradas de Rodagem de Pernambuco (DER-PE).

Uma equipe formada por agentes do trânsito do DER, policiais do Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) e agentes municipais de trânsito do Cabo estará na área para orientar os motoristas sobre os desvios. No sentido Recife-Suape, a interdição ocorrerá na pista lateral na altura do retorno da antiga Estrada de Gaibu, próximo ao semáforo de número 23. A partir de hoje, quem quiser voltar deverá pegar o próximo retorno, na 1ª Travessa da Rua Vinte e Sete, em frente a uma madeireira.

Já no sentido inverso, o bloqueio ocorre no retorno da Cohab, próximo ao semáforo 22. A alternativa será o retorno na BR-101, a aproximadamente 800 metros do viaduto. O anel viário da BR-101/PE-60, próximo ao elevado, também sofrerá interdição para a execução de serviços.

De acordo com a assessoria de comunicação da Secretaria Estadual de Transportes, a qual o DER-PE é vinculado, a previsão é de que a primeira etapa da obra, entre o km 0 e 3, fique pronta até dezembro. Já o trecho que vai do km 3 ao km 10,2 deverá ser finalizado até fevereiro do ano que vem.

A deterioração da rodovia, abordada em reportagem do Jornal do Commercio no dia 23 de agosto, foi justificada pelo DER-PE como um efeito do aumento do fluxo de veículos desde as chuvas do ano passado, já que, com o temporal de 2010, parte do trânsito na BR-101 teve que ser desviado para a malha estadual.

Já foi ventilado por parte do governo federal o interesse em federalizar a PE-60 e AL-101, em Alagoas, para duplicar a rodovia, criando assim uma via litorânea entre os dois Estados. O tema está em discussão no Senado.

RADARES

Também a partir de hoje, os motoristas que circulam pela Avenida Pan-Nordestina, em Olinda, devem ficar atentos. Dois radares eletrônicos perto do viaduto do Complexo de Salgadinho, no sentido Paulista e no sentido Recife, limitam a velocidade a 50 quilômetros por hora.

Segundo o DER, o objetivo é facilitar a travessia de pedestres. Quem ultrapassar a velocidade vai pagar multa de R$ 127,69. A infração é considerada grave e vale cinco pontos na carteira de habilitação.

Projeto IDÉIA capacita empreendedores individuais e autônomos

20110912-125051.jpg

A Secretaria do Trabalho lançou, nesta segunda-feira (12), o Projeto Ideia, que visa capacitar os empreendedores individuais, informais e trabalhadores autônomos de Pernambuco. São 1200 vagas para pessoas que trabalham por conta própria como diarista, marceneiro, eletricista, encanador, pedreiro, pintor de parede e técnico de manutenção de computador. A inscrição é gratuita e deve ser feita pelo site da Secretaria.

As vagas são destinadas para as cidades do Recife, Olinda, Paulista, Jaboatão e Camaragibe. Para ter a inscrição validada, o candidato precisa ter idade mínima de 18 anos, não estar trabalhando com carteira assinada e saber ler e escrever. O projeto vai oferecer cursos, palestras, apoio e todo tipo de orientação aos trabalhadores.

“O projeto começa com toda a parte de capacitação em gestão, em parceria com o Sebrae. E também cursos de aperfeiçoamento profissional, na própria área dele, que vão ser realizados pelo Senac e pelo Senai”, explica a secretária executiva de Empreendedorismo, Ana Cláudia Dias (foto).

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 3183-7232 ou no site da Secretaria de Trabalho, Qualificação e Empreendedorismo.