SUAPE em destaque em evento de tecnologia

O diretor do SUAPE Global Silvio Leimig apresenta neste momento todo potencial e os impressionantes numeros do Complexo Industrial Portuário de SUAPE na 11@ edição da COTEQ, evento tradicionalmente realizado em outros centros produtivos como Rio de Janeiro, São Paulo e Bahia.

Segundo Leimig foi a pujança do desenvolvimento de Pernambuco que atraiu o evento para o Estado que e um dos Estados que mais cresce no Brasil e o que mais cresce no Nordeste.

Refinaria Abreu e Lima, Complexo Petroquímico, Estaleiros, Montadora de automóveis e uma Siderúrgica foram exemplos dos investimentos em andamento, simultaneamente, em Pernambuco.

A palestra sobre SUAPE e uma das mais concorridas desta manha.

Governadores buscam investimento sustentável

São Paulo vai receber os 27 governadores para debater  políticas que contemplem a atração de investimentos associados a desenvolvimento sustentável.

Denominado BIOSforum, o evento acontecerá no Jockey Clube da capital nos dias 25 e 26 de maio e é apoiado pelo DCI.

Anfitrião do evento, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), destacou que a legislação ambiental em vigor no estado é uma das maiores contribuições de São Paulo em prol do meio ambiente e lembrou que a queima de cana-de-açúcar, item contemplado pela legislação cuja vigência se inicia em 2017, está com os dias contados no estado a partir de 2014. O governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), listou o Programa Estadual de Águas e Saneamento Rural como um dos mais importantes de seu governo para minimizar danos ambientais no PR. Em Santa Catarina, o governador Raimundo Colombo destacou a elaboração do Código Ambiental Catarinense. O governador Tarso Genro (PT-RS) destacou iniciativas para minimizar o uso de agrotóxicos na agricultura.

Fonte: DCI

EAS recebe prêmio TOP de RH 2011 da ADVB-PE

O Estaleiro Atlântico Sul (EAS) recebe mais um destaque por seu Programa de Qualificação Profissional. O EAS venceu o Prêmio TOP de RH 2011 da Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing no Brasil (ADBV-PE). “A premiação mostra o compromisso do EAS com a Responsabilidade Social tornando-se uma referência no Estado. Espero que, com o nosso destaque, outras empresas assumam esta postura e que a sociedade pernambucana seja contemplada com novos programas”, comenta a coordenadora de Responsabilidade Social, Denilde Viana, que participará do evento de premiação. A entrega será realizada no dia 20 de junho.

No evento, o EAS será representado pelo Diretor Administrativo e de Relações Institucionais, Richard Robspierre, e pela coordenadora.

O Programa de Qualificação Profissional do EAS, que representou investimentos de R$ 16 milhões, beneficiou 3.500 moradores de cinco municípios do entorno do Complexo de Suape. Esses operário trabalham, hoje, na operação da planta naval, ocupando funções como soldadores, montadores, eletricistas, pintores e encanadores, entre outras. Alguns foram promovidos ao nível de liderança ou supervisão.

Esses e outros programas sociais ou de RH do EAS proporcionaram vários prêmios ao Estaleiro. Por dois anos consecutivos, a organização foi vencedora do Prêmio Ser Humano/Paulo Freire, concedido pela Regional Pernambuco da Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH-PE). A empresa também recebeu do Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE) o Prêmio Melhor Programa de Estágio de 2009 em Pernambuco. Em 2008, o EAS ganhou a Menção Honrosa, na área Qualidade do Trabalho, do Serviço Social da Indústria em Pernambuco (SESI-PE).

Fonte: Estaleiro Atlântico Sul

O pior momento da inflação já foi superado

Por Roberto Padovani     ///     

Há um relativo consenso de que a inflação nos próximos 3 meses será bem mais baixa. Sazonalmente o momento é favorável: os próximos meses não apresentam as pressões típicas de início de ano e entram no mercados as novas safras agrícolas. Vale lembrar que cerca de 40% do IPCA depende de preços voláteis e amplamente influenciados por questões sazonais de oferta, como é o caso de alimentos e álcool. Já há evidências de que os preços destes itens já estão em queda no atacado. As principais dúvidas se referem à velocidade em que a queda dos preços chegará ao consumidor. Como resultado, a inflação que estava rodando nos últimos 7 meses na casa de 0.75% ao mês, deverá recuar para um patamar médio de 0,30% ao mês. Há avaliações até mais otimistas que esta.

O mais importante, no entanto, é que a volta da inflação no segundo semestre, quando acabar o alívio sazonal, deverá ser mais moderada que o que tem sido visto até agora. O comportamento recente das commodities faz com que não se possa descartar que os preços internacionais fiquem mais baixos ou estáveis. Diferentemente de 2010, parece pouco provável que as commodities apresentem novo salto. Não apenas as condições globais de liquidez devem piorar, mas também deve ficar mais claro que o cenário de crescimento mundial será moderado. Além disso, a atividade local tende a ficar menos aquecida e as expectativas devem continuar mostrando recuo. Neste caso, a inflação mensal média poderia voltar para o patamar de 0.40% nos últimos seis meses deste ano. Ou seja, tudo indica que taxas mensais na casa de 0.80% não devem se repetir. Pelo contrário. A inflação mensal a partir de agora poderá ser apenas metade dos valores registrados até abril.

(*)Roberto Padovani é estrategista-chefe para a América Latina no Banco WestLB. Ex-sócio-diretor da Tendências Consultoria, foi analista do Banco Safra e trabalhou como assessor do Ministério da Fazenda, em Brasília, durante o Plano Real.